Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Maduro denuncia plano da Colômbia para atacar polícia e militares venezuelanos

© AP Photo / Matias DelacroixAcompanhado da primeira-dama Cilia Flores, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, fala durante uma entrevista coletiva após ter votado nas eleições primárias do partido Partido Socialista Unido da Venezuela, 8 de agosto de 2021
Acompanhado da primeira-dama Cilia Flores, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, fala durante uma entrevista coletiva após ter votado nas eleições primárias do partido Partido Socialista Unido da Venezuela, 8 de agosto de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 23.04.2022
Nos siga noTelegram
Maduro denunciou que o presidente colombiano, Iván Duque, está liderando um plano para atacar a polícia e os militares de seu país.
O presidente da Venezuela também destacou que Duque busca desmoralizar as forças de segurança venezuelanas, com o objetivo de que percam sua eficácia.

"Primeiro matar a polícia para que a polícia perca sua moral e sua eficácia, e depois ataques aos quartéis militares. É um plano da máfia do tráfico de drogas que governa a Colômbia", disse ele.

Durante um discurso transmitido pelo canal estatal de televisão venezuelano, Nicolás Maduro disse que Iván Duque "ativou planos com criminosos e gangues do Estado, infiltrando-se na fronteira".
Ao vivo: Segunda Plenária do V Congresso do PSUV [Partido Socialista Unido da Venezuela] e IV Congresso do JPSUV [Juventude do Partido Socialista Unido da Venezuela], no âmbito do 3R.NETS [programa para combater a insegurança alimentar].
O presidente disse que seu homólogo colombiano está desesperado para prejudicar a Venezuela.
A Venezuela rompeu relações diplomáticas com a Colômbia em fevereiro de 2019, após a tentativa da oposição liderada por Juan Guaidó de entrar na fronteira com uma suposta ajuda humanitária.
Caracas descreveu o episódio como uma tentativa de invasão. Nos últimos anos, a Venezuela acusou a Colômbia de promover e apoiar planos de desestabilização, além da tentativa de assassinato contra Maduro em agosto de 2018.
Militares da Guarda Nacional venezuelana concentrados na ponte Simón Bolívar - Sputnik Brasil, 1920, 11.02.2022
Panorama internacional
Maduro acusa Colômbia de treinar organização criminosa desmantelada na Venezuela
Em fevereiro deste ano, Maduro acusou Duque de equipar e treinar membros de uma organização criminosa que foi desmantelada pelas forças policiais no estado de Aragua.
As autoridades venezuelanas informaram que, em uma operação policial, foram detidos 13 supostos criminosos e cinco foram mortos, entre eles, Carlos Revete, vulgo El Koki, membro de uma quadrilha que causou terror em Caracas entre 2002 e 2021.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала