Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Tropas ucranianas bombardeiam diversas localidades de Donetsk com projéteis de 122 mm, diz RPD

© © Photo: AP/Sergei ChuzavkovForças ucranianas (foto de arquivo)
Forças ucranianas (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 12.04.2022
Nos siga noTelegram
Tropas ucranianas bombardearam Panteleymonovka, Ozeryanovka e duas vezes Yasinovataya, localidades da República Popular de Donetsk (RPD), com projéteis de 122 mm, durante 15 minutos, na manhã desta terça-feira (12), informou o escritório de representação da RPD no Centro Conjunto de Controle e Coordenação do Regime de Cessar-Fogo (JCCC).
"Após às 3h, o bombardeio foi registrado nas seguintes direções: 6h45 (0h45 em Brasília) no assentamento de Avdiivka e no de Yasinovataya: cinco projéteis de calibre de 122 mm foram disparados; 6h55 no assentamento de Avdiivka e no de Yasinovataya: cinco projéteis com um calibre de 122 mm foram disparados; 6h55 (0h55 em Brasília) no assentamento de Novoselivka e no de Panteleymonovka: cinco projéteis com um calibre de 122 mm foram disparados; 7h (1h em Brasília) no assentamento de Novgorodskoye e no de Ozeryanovka: seis projéteis de calibre 122 mm foram disparados", especificou o escritório de representação em um comunicado no Telegram.
Nesta segunda-feira (11), o Ministério da Defesa da Rússia informou que as forças especiais russas mataram um dos líderes nacionalistas ucranianos, Taras Bobanich.

"Um grupo de operações especiais russo, durante ações de reconhecimento e busca a cinco quilômetros ao sul da cidade de Izyum, eliminou um dos líderes infames do chamado corpo voluntário ucraniano Setor de Direita [Pravy Sektor, em russo], Taras Bobanich", disse o ministério.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou, também nestra segunda-feira (1), que a operação especial da Rússia na Ucrânia é para acabar com o rumo dos EUA para "dominar o mundo".
"Nossa operação militar especial se destina a acabar completamente com a expansão irresponsável e rumo irresponsável para obter a dominação total dos EUA e outros países ocidentais no palco internacional. A dominação que é consolidada com grosseiras violações do direito internacional, conforme certas regras sobre as quais apenas agora falam e que são criadas por eles conforme a ocasião", afirmou.
© Sputnik / Viktor AntonyukCombatentes da Milícia Popular da República de Donetsk no Aeroporto de Mariupol libertado
Combatentes da Milícia Popular da República de Donetsk no Aeroporto de Mariupol libertado - Sputnik Brasil, 1920, 12.04.2022
Combatentes da Milícia Popular da República de Donetsk no Aeroporto de Mariupol libertado
A Rússia iniciou a operação especial, em 24 de fevereiro, com o objetivo de "desmilitarizar" e "desnazificar" a Ucrânia, após pedido de ajuda das repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) para combater ataques de tropas ucranianas.
A missão, segundo o Ministério da Defesa russo, tem como alvo apenas a infraestrutura militar da Ucrânia.
Além disso, as Forças Armadas da Rússia têm acusado militares ucranianos de usar "métodos terroristas" nos combates, como fazer civis de "escudo humano" e se alojar em construções não militares.
Soldados ucranianos observam uma coluna de fumaça em Carcóvia, Ucrânia, 7 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 11.04.2022
Panorama internacional
MD russo: gendarmes franceses se envolverão em ocultação de crimes de guerra ucranianos
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала