Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Polônia está 'aberta' à opção de implantar armas nucleares dos EUA, diz vice-premiê do país

© REUTERS / Assessoria da Presidência da UcrâniaPrimeiro-ministro da Polônia, Mateusz Morawiecki, e seu vice, Jaroslaw Kaczynski, durante sua visita a Kiev, Ucrânia, 15 de março de 2022
Primeiro-ministro da Polônia, Mateusz Morawiecki, e seu vice, Jaroslaw Kaczynski, durante sua visita a Kiev, Ucrânia, 15 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 03.04.2022
Nos siga noTelegram
Jaroslaw Kaczynski, vice-primeiro-ministro da Polônia, declarou que Varsóvia está disposta a considerar a possibilidade de abrigar armas nucleares americanas caso tal seja proposto.
Em entrevista ao jornal alemão Welt am Sonntag, publicada hoje, domingo (3), Kaczynski disse:

"Se os EUA nos pedissem para implantar armas nucleares na Polônia, estaríamos abertos a essa opção. Tal passo aumentaria a dissuasão contra Moscou".

O vice-premiê notou que a implantação de armas nucleares da América no país do Leste Europeu não está na agenda atual, mas isso pode mudar "em breve", acrescentou.
Kaczynski também apelou à OTAN para criar um novo centro de comando na Polônia, análogo ao localizado em Brunsume, nos Países Baixos, onde são planejadas as operações conjuntas da aliança. Ele acredita que sua criação enviaria um sinal claro a Moscou que o nível de comando da OTAN está presente no flanco leste do bloco.
O político criticou a resposta da OTAN à decisão russa de realizar operação militar especial na Ucrânia, argumentando que a aliança poderia ter prestado mais assistência a Kiev. Ele propôs enviar ao país uma missão de manutenção de paz e entregar as armas que o presidente Zelensky tem pedido.
O primeiro-ministro polonês Mateusz Morawiecki assiste a um evento com o presidente dos EUA, Joe Biden, no Castelo Real de Varsóvia, Polônia, 26 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 02.04.2022
Panorama internacional
Primeiro-ministro polonês diz que sanções da União Europeia à Rússia não funcionam
O lado russo reagiu às declarações do vice-premiê polonês. O vice-presidente do Conselho da Federação, o Senado russo, Konstantin Kosachev, qualificou de provocação a proposta da Polônia de implantar no seu território armas nucleares americanas.

"A atual iniciativa do alto político polonês é mais uma provocação destinada exclusivamente para, primeiramente, relembrar aos americanos sobre a existência de uma Polônia megaleal e, em segundo lugar, para entrar mais fundo debaixo do guarda-chuva nuclear dos EUA", sugeriu o senador russo.

De ponto de vista dele, essa iniciativa "parece ainda mais cínica e hipócrita" em meio à preocupação da OTAN, manifestada frequentemente, com a possibilidade hipotética de implantação de armas nucleares russas em Belarus.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала