Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Justiça espanhola suspende extradição de ex-espião da Venezuela para os EUA

© AP Photo / Manu FernandezAcompanhado de familiares, o ex-chefe de espionagem militar venezuelano, o general aposentado Hugo Carvajal, sai da prisão em Estremera, em Madri, na Espanha, em 15 de setembro de 2019.
Acompanhado de familiares, o ex-chefe de espionagem militar venezuelano, o general aposentado Hugo Carvajal, sai da prisão em Estremera, em Madri, na Espanha, em 15 de setembro de 2019. - Sputnik Brasil, 1920, 25.03.2022
Nos siga noTelegram
O Supremo Tribunal da Espanha comunicou, nesta sexta-feira (25), a suspensão da extradição do ex-espião venezuelano Hugo Carvajal para os Estados Unidos.
A decisão da Justiça espanhola levou em conta um documento enviado pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, e "foi acordado suspender a execução da ordem de extradição do arguido, Hugo Armando Carvajal Barrios".
O mesmo tribunal espanhol havia concordado em extraditar Carvajal em outubro passado, depois que lhe foi negado asilo na Espanha, escreve o portal Prensa.
Nos EUA, o ex-chefe da inteligência venezuelana enfrenta acusações de tráfico de drogas. Em 2011, ele foi acusado de coordenar o embarque de 5,6 toneladas de cocaína da Venezuela para o México. O destino da carga final seria, supostamente, os Estados Unidos.
Autoridades norte-americanas acreditam que Carvajal pode fornecer informações sobre alegadas atividades de tráfico de drogas do presidente Nicolás Maduro. O líder de Estado venezuelano nega as acusações.
Presidente venezuelano Nicolás Maduro - Sputnik Brasil, 1920, 28.01.2022
Panorama internacional
Maduro alerta sobre pretensão dos EUA de impor colonialismo jurídico à Venezuela
De acordo com a investigação norte-americana, o cartel teria operado em coordenação com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia a partir de 1999.
Carvajal seria encarregado de "fornecer segurança para proteger esses carregamentos de drogas" da Venezuela para os Estados Unidos.
Em uma entrevista em 2019, o ex-militar negou qualquer envolvimento com o tráfico. A batalha judicial do ex-espião incluiu inúmeros recursos na Justiça, e até mesmo a sua fuga, já que ele passou mais de vinte meses foragido.
Em 2019, ele rompeu com o governo de Maduro, após apoiar publicamente o opositor Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente da Venezuela em fevereiro do mesmo ano. Em seguida, o general se escondeu na Espanha.
Ex-general venezuelano Hugo Carvajal participa de reunião na Assembleia Nacional (arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 20.10.2021
Espanha concorda em extraditar ex-chefe da espionagem venezuelana Hugo Carvajal para os EUA
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала