Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Embaixador russo nos EUA pede que imprensa americana 'pare de incitar russofobia'

© Sputnik / Maksim Blinov / Abrir o banco de imagensO embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoly Antonov, em Moscou, em 31 de março de 2021.
O embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoly Antonov, em Moscou, em 31 de março de 2021. - Sputnik Brasil, 1920, 15.03.2022
Nos siga noTelegram
O embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoly Antonov, pediu que os meios de comunicação norte-americanos sejam imparciais na cobertura jornalística da situação na Ucrânia e que "parem de incitar a russofobia".
Segundo ele, a maioria dos veículos ocidentais impõe ao seu público uma percepção unilateral dos eventos em curso no país europeu, apresentando consistentemente a Rússia como agressora.

"Esperamos que a imprensa americana pare de incitar a russofobia e apresente suas avaliações de maneira imparcial", disse Antonov em declaração à revista Newsweek, publicada no Facebook pela Embaixada da Rússia nos EUA.

Antonov destacou que os canais de TV dos Estados Unidos não cobriram o ataque das tropas ucranianas à República Popular de Donetsk (RPD), nesta segunda-feira (14).

"Tem-se a sensação de que ninguém se importa", afirmou o diplomata. Segundo ele, "ninguém se lembra de qualquer liberdade de expressão e pluralismo de opiniões", apesar do que diz a Constituição norte-americana.

Antonov ainda colocou que a única ameaça aos civis na Ucrânia são as milícias armadas de nacionalistas ucranianos. De acordo com ele, "apenas instalações de infraestrutura militar são destruídas por armas de precisão russas".

Grupos armados de extrema-direita ucranianos "colocam tanques e artilharia perto de jardins de infância e escolas, equipam posições de tiro nos telhados das casas e escondem-se atrás de mulheres e crianças para provocar o maior número possível de baixas civis", denunciou.

Bombardeiros estratégicos russos Tu-95 sobrevoam a bandeira russa no complexo do Kremlin durante um ensaio para o desfile militar do Dia da Vitória em Moscou, em 4 de maio de 2018 - Sputnik Brasil, 1920, 14.03.2022
Panorama internacional
EUA sancionam 11 membros de alto escalão de empresas de defesa da Rússia, diz Departamento de Estado
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала