Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Conselho de Segurança da ONU aprova resolução para convocar sessão extraordinária sobre Ucrânia

© REUTERS / David DelgadoConselho de Segurança das Nações Unidas vota a favor de sessão extraordinária sobre a operação especial da Rússia na Ucrânia, na sede da ONU, Nova York, EUA, 27 de fevereiro de 2022
Conselho de Segurança das Nações Unidas vota a favor de sessão extraordinária sobre a operação especial da Rússia na Ucrânia, na sede da ONU, Nova York, EUA, 27 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.02.2022
Nos siga noTelegram
Foi votada no domingo (27) uma resolução para convocar uma sessão extraordinária sobre a Ucrânia, tendo a última sessão deste tipo acontecido em 1997.
O Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) aprovou neste domingo (27) uma resolução para convocar uma sessão extraordinária da Assembleia-Geral da ONU sobre a operação especial da Rússia na Ucrânia.
Um total de 11 países, incluindo o Brasil, votou a favor da resolução, com a Rússia votando contra, e três se abstendo (incluindo a China). É esperado que a reunião aconteça nas próximas 24 horas.
Desde 1950, apenas foram realizadas dez sessões de emergência do CSNU, sendo que a última aconteceu em 1997, em relação aos territórios palestinos.
"A Assembleia Geral reunir-se-á em sessões anuais regulares e em sessões especiais exigidas pelas circunstâncias", indica a Carta das Nações Unidas.
O CSNU é composto por 15 Estados-membros, dos quais a China, EUA, França, Reino Unido e Rússia são membros permanentes. Além disso, há dez membros não-permanentes, escolhidos cada um por dois anos, que incluem atualmente a Albânia, Brasil, Emirados Árabes Unidos, Gabão, Gana, Índia, Irlanda, México, Noruega e Quênia.
O ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva fala no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (Sindicato dos Metalúrgicos do ABC), em São Bernardo do Campo, Brasil 29 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 24.02.2022
Notícias do Brasil
Lula lamenta crise ucraniana, cobra representatividade da ONU e alfineta Bolsonaro
Na madrugada da quinta-feira (24) Vladimir Putin, presidente da Rússia, anunciou o começo de uma operação especial militar na região de Donbass, que teve início após um pedido de assistência militar feito pelas recém-reconhecidas repúblicas populares de Lugansk e Donetsk. O presidente russo observou que os habitantes russófonos têm sido sujeitos a um genocídio nessa região.
Segundo o governo russo, os ataques têm como objetivo desmilitarizar a Ucrânia e combater a presença de neonazistas no país, garantindo a segurança da região de Donbass e da Rússia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала