Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Encontro '2+2' em Moscou: Brasil está interessado nas tecnologias russas para fortalecer sua defesa

© Sputnik / Serviço de imprensa do Ministério das Relações Exteriores da RússiaMinistros das Relações Exteriores e da Defesa da Rússia e do Brasil durante a reunião no formato "2+2" em Moscou, 16 de fevereiro de 2022
Ministros das Relações Exteriores e da Defesa da Rússia e do Brasil durante a reunião no formato 2+2 em Moscou, 16 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 16.02.2022
Nos siga noTelegram
O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França, e da Rússia, Sergei Lavrov, se reuniram em Moscou para aprofundar temas das relações na área da defesa e segurança entre os dois países.
Nesta quarta-feira (16), autoridades de Brasil e Rússia se reuniram pela primeira vez no formato 2+2, que reúne os ministros das Relações Exteriores e da Defesa de ambos os países.
Durante a reunião, o chanceler russo Sergei Lavrov expressou solidariedade às famílias das vítimas da tragédia de Petrópolis, causadas por chuvas torrenciais no estado do Rio de Janeiro.
A reunião entre os chanceleres ocorre algumas horas antes da reunião entre o presidente russo Vladimir Putin e seu homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro. Para Lavrov, essa é uma oportunidade para tratar temas como segurança e defesa de forma mais aprofundada.
"Temos interesse no papel da América Latina e da bacia do Caribe na arena internacional e no papel central que o Brasil tem no desenvolvimento dessa importante região", disse o chanceler russo.

Relações entre Rússia e Brasil têm evoluído progressivamente

"Concluímos as negociações no formato 2+2 entre os ministros da Defesa e das Relações Exteriores da Rússia e do Brasil. É a primeira vez que tal formato foi utilizado, por decisão do presidente Putin e do presidente Bolsonaro, e se iniciou o seu trabalho", afirmou Lavrov à imprensa.
"Partimos do princípio de que as nossas relações são importantes por si mesmas. Nos últimos anos, elas têm evoluído progressivamente, abrangendo todos os domínios da cooperação interestatal, crescendo dinamicamente tanto na área do comércio e do investimento econômico [...] como na cooperação técnico-militar e, naturalmente, no domínio da coordenação da política externa", acrescentou o chanceler russo.

Moscou apoia Brasil como candidato a membro permanente do Conselho de Segurança da ONU

Rússia confirma seu apoio à inclusão do Brasil na lista de membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, disse chanceler russo Sergei Lavrov.

"O Brasil é agora membro não permanente do Conselho de Segurança [da ONU]. Confirmamos hoje que a Rússia reafirma seu apoio à candidatura do Brasil e ao seu registo permanente no Conselho de Segurança no contexto do alargamento desse órgão através de lugares adicionais para países em desenvolvimento na América, Ásia e África", afirmou Lavrov durante a coletiva de imprensa após as negociações entre os chefes da diplomacia e os ministros da Defesa da Rússia e do Brasil.

Além disso, Rússia e Brasil chegaram a um acordo relativamente à coordenação de suas abordagens no domínio da não proliferação de armas de destruição em massa (ADM), ressaltou Lavrov.
"Outro tema importante do nosso diálogo é a questão da não proliferação de armas de destruição em massa. Hoje chegamos a acordo em coordenar as nossas abordagens no contexto da preparação da conferência de revisão dos Estados-membros do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP)", disse o ministro russo.
O chefe da diplomacia russa declarou também que, na reunião no formato 2+2 entre ministros da Rússia e Brasil, Moscou informou detalhadamente sobre o diálogo com os EUA e a OTAN relativamente à segurança.
A Rússia e o Brasil chegaram igualmente a acordo de continuar a analisar as perspectivas da cooperação técnico-militar.
"Concordamos em continuar a análise destas perspectivas no âmbito das próximas consultas de especialistas", declarou Lavrov.
O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto França, disse estar muito satisfeito por voltar a Moscou após sua última visita em novembro.

Parceria entre Rússia e Brasil na área da Defesa

Os ministros, segundo França, mantiveram a primeira sessão do diálogo político-militar Brasil-Rússia no formato 2+2, que reflete a elevada maturidade das relações que o Brasil mantém com a Federação da Rússia. Segundo ele, "essa maturidade se reflete na possibilidade de aprofundarmos nossa parceria estratégica", de acordo com princípios comuns como "soberania, direitos humanos e não-intervenção".
"Queremos trabalhar junto com a Rússia na formação de uma ordem internacional multipolar", disse o chanceler brasileiro.

"Discutimos com ministros Sergei Lavrov e Sergei Shoigu basicamente três pontos. Em primeiro lugar, discutimos os parâmetros para implementar a parceria estratégica Brasil-Rússia no campo da pesquisa e desenvolvimento de projetos comuns na área da defesa", disse o ministro França durante a coletiva de imprensa.

Os ministros trataram também de temas da conjuntura internacional, sobretudo nas regiões dos respetivos países, e também abordaram as questões relacionadas ao Conselho de Segurança das Nações Unidas.
Carlos Alberto França também disse que os ministros abordaram várias questões na área de defesa em sua reunião.
"A Rússia é para o Brasil uma referência mundial em desenvolvimento tecnológico, sobretudo no âmbito de sua indústria de defesa", disse França.
O Brasil, segundo França, privilegia as oportunidades de transferência de tecnologia em suas parcerias internacionais no setor de defesa.
Ministro de Minas e Energia do Brasil, Bento Albuquerque - Sputnik Brasil, 1920, 16.02.2022
Notícias do Brasil
Fertilizantes, Angra 3 e gás: Bento Albuquerque fala à Sputnik sobre possível cooperação com Rússia
O ministro também anunciou a assinatura de um acordo entre os dois países sobre cooperação da área da segurança informacional.
"Gostaria de anunciar que o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general Augusto Heleno, e sua contraparte russa, o general Patrushev, firmaram um protocolo do acordo sobre proteção mútua de informações classificadas", disse.
Esse entendimento bilateral é importante para facilitar a cooperação nas tecnologias de ponta e áreas sensíveis, sublinhou o ministro.
Ambos os chanceleres notaram a importância da cooperação entre Brasil e Rússia no âmbito do BRICS, grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, além do grupo G20.
No entanto, a novidade entre os anos de 2022 e 2023 é que Brasil e Rússia devem coordenar posições no âmbito do Conselho de Segurança da ONU, onde o Brasil ocupa cadeira de membro não-permanente.
Além dos ministros das Relações Exteriores, estão presentes na reunião membros da delegação brasileira, como o embaixador do Brasil em Moscou, Rodrigo Baena Soares, e a secretária de Negociações Bilaterais na Ásia, Pacífico e Rússia, embaixadora Márcia Donner Abreu.
O presidente Jair Bolsonaro encontra-se em visita oficial à Rússia, entre os dias 15 e 17 de fevereiro. O chefe do executivo brasileiro se reunirá com seu homólogo russo, Vladimir Putin, nesta quarta-feira (16), a partir das 7h00 do horário de Brasília.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала