EUA e 9 países africanos e aliados anunciam exercícios militares conjuntos na Costa do Marfim

© AP Photo / Alfred de MontesquiouEm Kita, no Mali, soldados de elite malinenses participam de exercícios militares conjuntos com forças especiais dos Estados Unidos, em 10 de maio de 2010
Em Kita, no Mali, soldados de elite malinenses participam de exercícios militares conjuntos com forças especiais dos Estados Unidos, em 10 de maio de 2010 - Sputnik Brasil, 1920, 07.02.2022
Nos siga noTelegram
Nesta segunda-feira (7), o Comando dos EUA para a África (AFRICOM) divulgou que as Forças Armadas norte-americanas participarão de exercícios militares ao lado de pelo menos nove países africanos e aliados na Costa do Marfim.
Segundo o comunicado publicado pelo AFRICOM, além dos dez países do continente, tropas aliadas também participarão dos exercícios, programados para terem início na terça-feira (15). O AFRICOM é um dos sete centros militares de comando regionais dos EUA espalhados pelo mundo.
"Mais de 400 militares de mais de dez países africanos parceiros e nações aliadas participarão no Flintlock 2022 na Costa do Marfim entre os dias 15 e 28 de fevereiro", detalha o documento.
Realizado desde 2005, o Flintlock é o maior exercício militar anual envolvendo forças especiais liderado pelo AFRICOM. Segundo a organização, a atividade tem como objetivo fortalecer a habilidade de países parceiros para conter a violência de organizações extremistas.
© AP Photo / Jerome DelayForças da Nigéria e do Chade participam de exercício conjunto coordenado pelos EUA, com objetivo de combater ameaça terrorista na região do Sahel, na África central
Forças da Nigéria e do Chade participam de exercício conjunto coordenado pelos EUA, com objetivo de combater ameaça terrorista na região do Sahel, na África central - Sputnik Brasil, 1920, 07.02.2022
Forças da Nigéria e do Chade participam de exercício conjunto coordenado pelos EUA, com objetivo de combater ameaça terrorista na região do Sahel, na África central
Ainda segundo o AFRICOM, os exercícios buscam o aprofundamento da colaboração dos países através das fronteiras na região africana do Sahel. Entre os países listados que participarão dos exercícios estão Camarões, Costa do Marfim, Gana e Níger, além de França, Países Baixos, Noruega e Reino Unido.
"O Flintlock, como parte dos investimentos internacionais em defesa, diplomacia e desenvolvimento, fortalece a habilidade coletiva de nações aliadas e parceiras para o enfrentamento de desafios atuais e futuros", afirma o AFRICOM, que ressalta ainda que "atores malignos que buscam expandir sua influência na região" também ameaçam a estabilidade global.
A região do Sahel tem atividade militar constante para o combate de grupos terroristas. É o caso do chamado bloco G5, que inclui forças do Mali, Burkina Faso, Chade, Níger e Mauritânia. A França também lidera operações na região em conjunto com o bloco.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала