Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Biden revela iniciativa dos EUA para reduzir violência armada no país

© REUTERS / Leah MillisEm Nova York, o presidente norte-americano Joe Biden, fala durante cerimônia, em 3 de fevereiro de 2022
Em Nova York, o presidente norte-americano Joe Biden, fala durante cerimônia, em 3 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 03.02.2022
Nos siga noTelegram
Nesta quinta-feira (3), o presidente norte-americano afirmou que os Estados Unidos estão lançando uma nova iniciativa para reduzir a violência armada com foco no combate ao tráfico de armas ilegais.
Durante evento em Nova York com representantes federais e locais, Biden citou o lançamento de uma iniciativa do Departamento de Justiça dos EUA para conter o uso de armas não registradas no país. O presidente observou ainda que o procurador-geral Merrick Garland orientou todos os procuradores do país a priorizar o combate ao tráfico de armas.
Em um comunicado à parte, a Casa Branca explicou que o governo federal vai cooperar com as autoridades estaduais e locais para abordar as fontes mais significativas de violência em cada área.
O governo Biden expressou compromisso de enviar pessoal para reforçar o combate ao fluxo de armas que circulam pelo país de forma ilegal, além de outros tipos de tráfico de armas de fogo.
© AP Photo / KXAN-TV / Andy WayEm Cedar Park, no estado norte-americano do Texas, EUA, a polícia e os serviços de emergência locais atendem a uma chamada após três policiais sofrerem um ataque a tiros, em 16 de agosto de 2020
Em Cedar Park, no estado norte-americano do Texas, EUA, a polícia e os serviços de emergência locais atendem a uma chamada após três policiais sofrerem um ataque a tiros, em 16 de agosto de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 03.02.2022
Em Cedar Park, no estado norte-americano do Texas, EUA, a polícia e os serviços de emergência locais atendem a uma chamada após três policiais sofrerem um ataque a tiros, em 16 de agosto de 2020
Ainda segundo o comunicado da Casa Branca, as autoridades dos EUA vão perseguir os vendedores ilegais de armas priorizando processos ao nível federal para a responsabilização de traficantes de armas de fogo usadas em crimes violentos.
De acordo com dados do observatório Gun Violence Archive (GVA), os EUA tiveram 20.794 mortes por arma de fogo registradas no país em 2021. O número aumentou em relação a 2020, quando 19,5 mil óbitos foram reportados. Em 2019, a cifra foi ainda menor: 15.474. Apenas em janeiro de 2022, 1.528 norte-americanos morreram vítimas de armas de fogo no país.
O debate sobre o controle de armas nos EUA tem crescido devido aos constantes episódios de tiroteios em escolas norte-americanas. Somente em 2022, foram registrados pelo menos 34 desses eventos. Mais de 400 crianças e adolescentes foram feridas à bala no país desde o início do ano.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала