Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Chefe do Comando Central dos EUA diz que Irã está 'muito perto' de poder construir armas nucleares

© AFP 2021 / Olivier DoulieryO general Kenneth McKenzie, chefe do Comando Central dos EUA (USCENTCOM, na sigla em inglês), no Capitólio, em 29 de setembro de 2021 em Washington
O general Kenneth McKenzie, chefe do Comando Central dos EUA (USCENTCOM, na sigla em inglês), no Capitólio, em 29 de setembro de 2021 em Washington - Sputnik Brasil, 1920, 24.11.2021
Nos siga no
O Irã está "muito perto" de ser capaz de construir uma arma nuclear, disse o general Kenneth McKenzie, chefe do Comando Central dos EUA (USCENTCOM, na sigla em inglês), à revista norte-americana Time Magazine, poucos dias antes do início das negociações sobre o acordo nuclear.

"Desta vez, eles estão muito próximos. Acho que eles gostariam de fugir [do acordo nuclear]", disse McKenzie na entrevista.

Desde abril, a cidade de Viena tem sediado negociações, com o objetivo de evitar que o acordo nuclear firmado em 2015 fracasse por completo. Além do Irã, participam das rodadas de negociações EUA, Reino Unido, Alemanha, França, China e Rússia.
O sexto encontro do grupo terminou em 20 de junho. Desde então, as negociações haviam chegado a um impasse, mas serão retomadas na próxima segunda-feira (29).
Nesta rodada, a pedido do Irã, os Estados Unidos, que atualmente desempenham um papel de liderança nas negociações, não participarão.
AJAX, o futuro veículo blindado de combate para o Exército britânico - Sputnik Brasil, 1920, 24.11.2021
Panorama internacional
Exército britânico vai mudar principal base de treino do Canadá para Omã, em movimento hostil ao Irã
À Time Magazine, McKenzie afirmou que o Comando Central já traçou um conjunto de estratégias que podem ser executadas caso o país do Oriente Médio adquira uma arma nuclear.
O general acredita que o Irã levará mais de um ano para projetar uma ogiva nuclear que possa ser fixada no topo de qualquer um de seu arsenal de três mil mísseis balísticos.
O chefe do Comando Central acrescentou que o Irã ainda não desenvolveu um míssil de reentrada capaz de passar por temperatura, pressão e vibração extremamente altas ao cair do espaço de volta à Terra.
Apesar disso, os iranianos foram capazes de construir mísseis de alta precisão nos últimos anos, observou McKenzie.
"Esses mísseis atingiram dezenas de metros de seus alvos. A única coisa que os iranianos fizeram nos últimos três a cinco anos foi construir uma plataforma de mísseis balísticos muito eficaz", disse ele.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала