Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Aviões de vigilância e alerta precoce dos EUA têm cada vez mais vulnerabilidades, afirma militar

© Sputnik / Aleksei Vititsky / Abrir o banco de imagensAvião da OTAN, Boeing E-3A Sentry, durante a cimeira do bloco em Varsóvia (foto de arquivo)
Avião da OTAN, Boeing E-3A Sentry, durante a cimeira do bloco em Varsóvia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 19.10.2021
Nos siga no
Aeronaves tripuladas de grande porte dos EUA, incluindo aviões de vigilância e alerta precoce, estão se tornando cada vez mais vulneráveis, disse o brigadeiro-general Christopher Niemi, diretor de Estratégia, Planos, Programas e Requisitos da Força Aérea do Pacífico dos EUA.
"Ativos aerotransportados em grandes estruturas aéreas estão se tornando cada vez mais vulneráveis", disse Niemi nesta segunda-feira (18) em um podcast transmitido pela organização sem fins lucrativos Aliança de Promoção de Defesa contra Mísseis.
Coronel Kristopher Struve, vice-diretor de operações do Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte, concordou que nenhum sistema isolado de alerta precoce ou de defesa antimíssil que os EUA possam implantar no solo ou em meios aéreos poderia funcionar perfeitamente o tempo todo ou teria algumas vulnerabilidades, no entanto, ele disse que em uma defesa escalonada eles se complementariam.
"Cada sistema isolado que adquirimos vai ter vulnerabilidades em alguns aspetos", observou Struve.
Niemi acrescentou que os planejadores militares dos EUA precisavam de abandonar sua ênfase tradicional na relação custo-eficácia dos sistemas de defesa e aprender a projetar e implantar sistemas mais caros com múltiplos apoios e salvaguardas para garantir que neles esteja incorporada maior resiliência ante ataques imprevistos.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала