MRE russo saúda cessar-fogo entre Palestina e Israel: é 'passo importante, mas insuficiente'

© REUTERS / Suhaib SalemPalestinos passam de moto por área atingida por ataque aéreo israelense, Faixa de Gaza, 21 de maio de 2021
Palestinos passam de moto por área atingida por ataque aéreo israelense, Faixa de Gaza, 21 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 21.05.2021
Nos siga noTelegram
Nesta sexta-feira (21), o Ministério das Relações Exteriores russo informou que o cessar-fogo entre Israel e Palestina é um passo importante, mas insuficiente. Segundo a chancelaria, Israel ainda não está pronto para negociações diretas com Palestina.

Moscou acolhe com satisfação o cessar-fogo entre Israel e Palestina, aprovado na noite de quinta-feira (20), revelou durante briefing a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.

Zakharova afirmou que, desde o início da crise, o chanceler russo, Sergei Lavrov, esteve em contato com os principais parceiros na região. Além disso, para resolução da crise foi envolvido o Quarteto do Oriente Médio, composto por ONU, União Europeia, Rússia e EUA.

"Os esforços empenhados resultaram na interrupção de conflito sangrento que tirou a vida de 230 palestinos, incluindo 52 crianças, e também de 12 cidadãos israelenses. Expressamos nossas condolências às famílias dos mortos e feridos. Destacamos a missão de mediação do governo da República Árabe do Egito. A Organização das Nações Unidas, inclusive o coordenador espacial da ONU para o processo de paz no Oriente Médio [Tor] Wennesland, deu importante contribuição para o fim da guerra", conforme Zakharova.

O cessar-fogo entre Israel e Palestina é um passo importante, mas insuficiente, revelou a representante do MRE russo, sublinhando a necessidade de negociações diretas israelo-palestinas.

"Para evitar uma subsequente espiral de violência, foi dado um passo importante, mas insuficiente. Nesta etapa, para impedir a repetição de confronto armado, tanto internacional como regional, é preciso focar os esforços na criação de condições apropriadas para reinício de negociações diretas políticas entre os israelenses e palestinos destinadas a resolver questões fundamentais do status definido com base na resolução da ONU e nos princípios das duas nações", segundo Zakharova.

A Rússia exorta os parceiros a continuarem a cooperação pela recuperação do diálogo entre Palestina e Israel. Para estabilidade em todo o Oriente Médio, é importante resolver a questão palestina, afirmou a representante do MRE russo.

Segundo a diplomata, a proposta russa de que as negociações entre os líderes de Israel e Palestina sejam realizadas em seu território continua valendo, mas Israel não está pronto para isso agora. Nenhum dos membros do Quarteto do Oriente Médio é contra a iniciativa russa, informou Zakharova.

"Gostaria de confirmar mais uma vez o que falou o governo russo – permanece válida a proposta russa de realizar no território do nosso país as negociações diretas entre os líderes de Israel e Palestina sem condições preliminares. Os palestinos declararam várias vezes sua prontidão para tal contato, e os israelenses ainda não decidiram", conforme Zakharova.

A diplomata afirmou que, aparentemente, Israel "não está pronto para um diálogo direto com a administração nacional palestina".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала