Médico inglês espera que vacinas limitem danos de qualquer 3ª onda da COVID-19

© REUTERS / CARL RECINEPlaca para um centro de vacinação contra a COVID-19 fora de um estádio de futebol no Reino Unido
Placa para um centro de vacinação contra a COVID-19 fora de um estádio de futebol no Reino Unido - Sputnik Brasil, 1920, 28.04.2021
Nos siga noTelegram
O progresso com a vacinação no Reino Unido deve limitar os danos de qualquer terceira onda de infecções por COVID-19, disse um dos principais médicos do país nesta quarta-feira (28).

O vice-chefe médico do Reino Unido, Jonathan Van-Tam, disse que "o consenso da modelagem é claro de que teremos o que é chamado de terceira onda da doença", segundo noticiou a Reuters.

"Pessoalmente, estou esperançoso de que, se o programa de vacinas continuar no ritmo e continuar a ter tanto sucesso como tem tido, a terceira onda, por assim dizer, pode ser apenas um terceiro surto e muito menos significativo, por causa da desconexão de casos com hospitalizações e mortes", disse o especialista em entrevista coletiva.

"Mas acho que é inconcebível pensar que sairemos de um período de relativa calma sem mais solavancos no caminho, em termos de aumento da atividade entre agora e esta época do próximo ano", acrescentou Van-Tam.

Ele disse que espera mais casos, provavelmente no outono ou inverno (Hemisfério Norte), mas seria difícil saber com certeza qual será o quadro de infecções no país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала