Israel avisa que fará 'o que for preciso' para impedir que Irã obtenha armas nucleares

© REUTERS / Escritório da Presidência do IrãO presidente iraniano, Hassan Rouhani, analisa as novas conquistas nucleares do Irã durante o Dia Nacional da Energia Nuclear do Irã em Teerã, Irã, 10 de abril de 2021
O presidente iraniano, Hassan Rouhani, analisa as novas conquistas nucleares do Irã durante o Dia Nacional da Energia Nuclear do Irã em Teerã, Irã, 10 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 16.04.2021
Nos siga noTelegram
O aviso do ministro das Relações Exteriores israelense decorre no mesmo dia em que o presidente do Parlamento iraniano anunciou que Teerã conseguiu enriquecer urânio a 60%.

Israel fará "o que for preciso" para garantir que o Irã não adquira armas nucleares, disse nesta sexta-feira (16) o ministro das Relações Exteriores israelense, Gabi Ashkenazi.

A declaração de Ashkenazi ocorreu logo após a cúpula com os homólogos da Grécia e de Chipre, além de um representante sênior dos Emirados Árabes Unidos (EAU) em Pafos, Chipre. O ministro israelense acrescentou que as discussões giraram em torno das possibilidades de construir prosperidade e estabilidade na região.

© REUTERS / PoolOs ministros das Relações Exteriores do Chipre, Nikos Christodoulides, de Israel, Gabi Ashkenazi, da Grécia, Nikos Dendias, e Anwar Gargash, conselheiro diplomático do presidente dos Emirados Árabes Unidos, posam para foto durante reunião em Pafos, Chipre
Israel avisa que fará 'o que for preciso' para impedir que Irã obtenha armas nucleares - Sputnik Brasil, 1920, 16.04.2021
Os ministros das Relações Exteriores do Chipre, Nikos Christodoulides, de Israel, Gabi Ashkenazi, da Grécia, Nikos Dendias, e Anwar Gargash, conselheiro diplomático do presidente dos Emirados Árabes Unidos, posam para foto durante reunião em Pafos, Chipre
"Também tivemos tempo para discutir os desafios que o Irã, o Hezbollah e outros extremistas representam para a estabilidade do Oriente Médio e para a paz regional […]. Faremos o que for preciso para evitar esse extremismo […] de triunfar, para evitar que este regime tenha armas nucleares", concluiu Ashkenazi.

Urânio a 60%

O aviso do ministro das Relações Exteriores israelense decorre horas após o presidente do Parlamento iraniano, Mohammad Bagher Ghalibaf, anunciar que Teerã conseguiu enriquecer urânio a 60%.

"Tenho orgulho de anunciar que os cientistas iranianos […] conseguiram obter urânio enriquecido a 60%", disse Ghalibaf.

De acordo com o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês) celebrado em 2015, o enriquecimento de urânio era limitado a 3,67% para Irã. Após a saída unilateral dos EUA do acordo nuclear em 2018, ainda sobre a administração do presidente Donald Trump, o Irã anunciou a redução gradual de seus compromissos no âmbito do JCPOA e no final de 2020, entrou em vigor a lei iraniana que lançou a produção de urânio enriquecido a 20%, bem como a utilização de centrífugas mais potentes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала