Equipe Tigre: EUA criam estratégia para ajudar sauditas a se livrar de ataques houthis, diz mídia

© REUTERS . Ali OwidhaCombatente do governo do Iêmen dispara arma montada em um veículo durante combate contra militantes houthis em Marib, Iêmen, 28 de março de 2021
Combatente do governo do Iêmen dispara arma montada em um veículo durante combate contra militantes houthis em Marib, Iêmen, 28 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 02.04.2021
Nos siga noTelegram
A administração Biden teria adotado medidas alternativas para auxiliar a Arábia Saudita a se defender dos houthis, apesar de o presidente democrata ter declarado o fim do apoio norte-americano na guerra no Iêmen.

Segundo reporta o jornal The Wall Street Journal, a administração Biden teria formado a chamada Equipe Tigre, com o objetivo de ajudar o reino saudita a defender sua infraestrutura de ataques do movimento houthi.

Esta equipe, composta por especialistas de defesa, estaria estudando "a venda de armamento defensivo específico, como interceptores de mísseis; expandir a partilha de inteligência; treinamento adicional; e programas de intercâmbio militar", segundo a reportagem.

As autoridades do Pentágono sublinharam o desejo de mandar uma mensagem aos houthis em como os EUA se mantêm firmes na defesa contra os recentes ataques ao reino saudita.

Na quinta-feira (1º), um dos porta-vozes do movimento iemenita afirmou que os houthis lançaram quatro drones para atingir "alvos importantes" na capital saudita de Riad.

Em fevereiro deste ano, o presidente Joe Biden tomou a decisão de suspender a classificação dos houthis como grupo terrorista, tendo esta sido atribuída pelo ex-presidente Donald Trump durante seu mandato. Porém, Abdullah Al-Muallami, representante permanente do reino saudita na Organização das Nações Unidas (ONU), reiterou que Riad continuará considerando o movimento uma entidade terrorista.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала