Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Alguns grupos sanguíneos são mais propensos a se infectarem pela COVID-19, revela novo estudo

© REUTERS / Marko DjuricaProfissionais de saúde na unidade de terapia intensiva em hospital onde se tratam pacientes infectados pela COVID-19, Sérvia, 3 de março de 2021
Profissionais de saúde na unidade de terapia intensiva em hospital onde se tratam pacientes infectados pela COVID-19, Sérvia, 3 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 04.03.2021
Nos siga no
O novo estudo mostra que o coronavírus poderia atingir mais facilmente as células respiratórias de pessoas que têm o grupo sanguíneo A, do que pessoas com os grupos sanguíneos B e O.

Portadores de determinados tipos sanguíneos poderiam estar mais predispostos a se infectarem com a COVID-19, de acordo com o estudo da revista Blood Advances, publicado pela Sociedade Americana de Hematologia (ASH, na sigla em inglês).

Foi descoberto que o novo coronavírus é especialmente atraído pelo antígeno do grupo sanguíneo A, encontrado em células respiratórias. O estudo poderia fornecer a informação sobre a potencial relação entre o grupo sanguíneo A e a infecção pelo SARS-CoV-2, segundo a pesquisa.

"Se pudermos entender melhor como o vírus interage com os grupos sanguíneos das pessoas, seremos capazes de encontrar novos medicamentos ou métodos de prevenção", disse um dos autores do estudo, dr. Sean Stowell, do Hospital de Brigham and Women's nos EUA.

Experimentos laboratoriais revelaram que parte do coronavírus chamado de domínio de ligação ao receptor (RBD, na sigla em inglês), que se liga diretamente às células para iniciar a infecção, também se agarra a moléculas antigênicas associadas ao tipo sanguíneo A. Essas moléculas aparecem nas células que revestem o trato respiratório, incluindo os pulmões.

"Nossa observação não é o único mecanismo responsável pelo que estamos vendo clinicamente, mas poderia explicar alguma das influências do tipo sanguíneo na infecção causada pela COVID-19", adicionou Stowell.

O Brasil já registrou 10.722.221 casos, 259.402 mortes e 9.548.315 pacientes recuperados da COVID-19. No panorama mundial, 115.283.034 casos foram confirmados, 2.561.880 óbitos e 65.216.090 pessoas recuperadas do coronavírus.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала