Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Coreia do Sul inicia campanha de vacinação contra COVID-19

© AP Photo / Lee Jin-manMulheres usando máscaras faciais como precaução contra o coronavírus caminham perto da exibição do logotipo da capital da Coreia do Sul, Seul
Mulheres usando máscaras faciais como precaução contra o coronavírus caminham perto da exibição do logotipo da capital da Coreia do Sul, Seul - Sputnik Brasil, 1920, 25.02.2021
Nos siga no
A Coreia do Sul lançou sua campanha de vacinação contra a COVID-19 nesta sexta-feira (26), administrando as vacinas da AstraZeneca para funcionários de asilos e pacientes em todo o país.

No sábado (27), as autoridades planejam começar a dar 117 mil doses da vacina desenvolvida por Pfizer e BioNTech para cerca de 55 mil profissionais de saúde em instalações de tratamento de coronavírus.

As primeiras doses da vacina da AstraZeneca começaram a ser administradas às 09h00, horário local, para trabalhadores de casas de repouso e alguns pacientes em instalações em todo o país de cerca de 52 milhões.

Apesar das reclamações sobre um início lento e do debate sobre a eficácia da vacina da AstraZeneca para idosos, as pesquisas mostram grande interesse entre os sul-coreanos em serem vacinados.

© AP Photo / Rafiq MaqboolFuncionários do Instituto Serum, na Índia, manipulam vacinas contra a COVID-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.
Coreia do Sul inicia campanha de vacinação contra COVID-19 - Sputnik Brasil, 1920, 25.02.2021
Funcionários do Instituto Serum, na Índia, manipulam vacinas contra a COVID-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.

Alguns importantes especialistas em saúde levantaram dúvidas sobre a capacidade do país de cumprir sua ambiciosa meta de proteger 10 milhões de pessoas de alto risco até julho, em seu caminho para alcançar a imunidade coletiva, definida como uma adesão de pelo menos 70%, até novembro.

Na sexta-feira (26), as injeções serão administradas a 5.266 funcionários de lares de idosos e pacientes em 213 instalações, disse a Agência de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia, embora as autoridades tenham excluído pessoas com 65 anos ou mais da vacina da AstraZeneca, citando a falta de dados sobre eficácia em idosos.

Apesar da preocupação, uma pesquisa do governo mostrou na quinta-feira que 94% dos 367 mil profissionais de saúde com 64 anos ou menos em grupos prioritários disseram estar prontos para tomar a vacina AstraZeneca.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала