Colômbia autoriza uso emergencial da vacina da Pfizer contra COVID-19 (VÍDEO)

© REUTERS / Luisa GonzalezAgentes de saúde fazem testes para detecção da COVID-19 em Bogotá, na Colômbia.
Agentes de saúde fazem testes para detecção da COVID-19 em Bogotá, na Colômbia. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Instituto Nacional de Vigilância de Alimentos e Medicamentos (Invima) da Colômbia autorizou, nesta terça-feira (5), o uso emergencial da vacina contra COVID-19 da farmacêutica Pfizer.

O anúncio foi dado pelo presidente do país, Iván Duque, em um vídeo publicado nas redes sociais.

"Hoje o Invima deu autorização para o uso emergencial da vacina Pfizer na Colômbia, foi um processo que avançou em tempo recorde", anunciou Duque.

Temos um anúncio muito importante para os colombianos: em tempo recorde, o Invima autorizou o uso emergencial da vacina contra a COVID-19 da empresa farmacêutica Pfizer. Este é um passo gigantesco para iniciar o processo de vacinação dos colombianos.

Com a aprovação do Invima, a vacina da Pfizer passa a ser a primeira a receber o aval do Estado colombiano para combater o novo coronavírus no país.

A Colômbia anunciou em dezembro a aquisição de 49 milhões de doses de vacinas por meio de acordos com as farmacêuticas Pfizer (dez milhões), AstraZeneca (dez milhões), Johnson & Johnson (nove milhões) e por meio do mecanismo Covax (20 milhões).

Essas doses serão suficientes para vacinar cerca de 20 milhões de colombianos, já que são necessárias duas doses por pessoa. Os imunizantes serão aplicados gratuitamente a partir de fevereiro.

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, a Colômbia registra 1.702.966 casos confirmados do novo coronavírus e 44.428 mortes causadas pela doença.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала