- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Governadores cobram, mas Ministério da Saúde não fornece data para início da vacinação

© Folhapress / Edu AndradeO então secretário-executivo da Saúde, Eduardo Pazuello, durante coletiva de imprensa sobre atualizações do boletim epidemiológico a respeito dos números da COVID-19 no Brasil, em Brasília, no dia 27 de abril de 2020.
O então secretário-executivo da Saúde, Eduardo Pazuello, durante coletiva de imprensa sobre atualizações do boletim epidemiológico a respeito dos números da COVID-19 no Brasil, em Brasília, no dia 27 de abril de 2020.  - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Governadores de diferentes estados cobraram nesta terça-feira (5) a definição de uma data para início da vacinação no Brasil por parte do Ministério da Saúde. Em resposta, no entanto, ouviram que a previsão segue a mesma: para o mês de janeiro, sem a definição de uma data.

A cobrança aconteceu durante uma reunião por teleconferência de alguns governadores com o secretário de vigilância do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros. Participaram da reunião Wellington Dias (governador do Piauí), Ronaldo Caiado (Goiás), Helder Barbalho (Pará), Waldez Goes (Amapá) e Eduardo Leite (Rio Grande do Sul).

Ao G1, Wellington Dias contou que a resposta ouvida pelos governadores foi que as cobranças seriam encaminhadas ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

"Nossa expectativa era de que houvesse alguma definição. A reunião foi até estressante. Cobramos uma data e não nos foi fornecida. Quando chegam os insumos? Quando começa a vacinação? O secretário disse que iria levar nossa demanda ao ministro Pazuello", disse Dias.

Wellington Dias disse ainda que propôs para a próxima segunda-feira (11) uma reunião conjunta entre os três Poderes, com representantes do Congresso, do Supremo Tribunal Federal e do ministério da Saúde, para discutir o calendário nacional de vacinação com as fabricantes de vacinas e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

"O Brasil está ficando no final da fila. Há um atraso inexplicável", afirmou Dias.
© REUTERS / Ueslei Marcelino Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante cerimônia no Palácio do Planalto, Brasília, 8 de dezembro de 2020
Governadores cobram, mas Ministério da Saúde não fornece data para início da vacinação - Sputnik Brasil
Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante cerimônia no Palácio do Planalto, Brasília, 8 de dezembro de 2020

Em dezembro, Pazuello disse que a previsão para o início da vacinação no Brasil é para o final de janeiro, "na melhor hipótese", ou para o final de fevereiro, "na pior hipótese". Neste domingo (3), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse que a vacinação pode começar no dia 20 de janeiro.

Já João Doria, governador de São Paulo, mantém para o dia 25 de janeiro a previsão do início da imunização no estado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала