Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Líderes iraquianos voltam a apelar para retirada de forças estrangeiras do Iraque

© REUTERS / KHALID AL-MOUSILYManifestação de apoiadores das Forças de Mobilização Popular no centro de Bagdá, Iraque, 3 de janeiro de 2020
Manifestação de apoiadores das Forças de Mobilização Popular no centro de Bagdá, Iraque, 3 de janeiro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Líderes iraquianos pediram a retirada das tropas estrangeiras do país durante o primeiro aniversário do ataque de drones dos EUA que matou o major-general iraniano Qassem Soleimani e o comandante iraquiano Abu Mahdi Al-Muhandis.

No domingo (3), durante a manifestação de milhares de apoiadores das Forças de Mobilização Popular do Iraque no centro de Bagdá, o chefe da Organização Badr apoiada pelo Irã, Hadi Al-Amiri, disse aos manifestantes que o governo deve cumprir sua promessa de remover todas as forças estrangeiras, especialmente as dos Estados Unidos, de acordo com cronograma, segundo informou a agência Xinhua.

"A estabilidade da região depende da estabilidade do Iraque e o último só pode estar estabilizado com a saída de todas as forças estrangeiras de suas terras", disse Hadi Al-Amiri durante o protesto.

Falih al-Fayyadh, chefe das Forças de Mobilização Popular, afirmou que a retaliação pela morte dos dois líderes xiitas será feita através da "aplicação da decisão do Conselho de Representantes do Iraque de retirada das forças dos EUA".

A plena soberania do Iraque e a retirada dos militares norte-americanos é "um assunto que não pode ser comprometido", afirmou Al-Fayyadh durante a manifestação, enquanto manifestantes gritavam "vingança" e "não à América".

A multidão também levantou bandeiras iraquianas e cartazes com fotos de Soleimani e Al-Muhandis, dizendo: "a vontade dos povos livres é mais forte do que a agressão dos EUA".

© REUTERS / THAIER AL-SUDANIManifestação de apoiadores das Forças de Mobilização Popular no centro de Bagdá, Iraque, 3 de janeiro de 2020
Líderes iraquianos voltam a apelar para retirada de forças estrangeiras do Iraque - Sputnik Brasil
Manifestação de apoiadores das Forças de Mobilização Popular no centro de Bagdá, Iraque, 3 de janeiro de 2020

Os protestos foram realizados sob medidas de segurança rigorosas, semelhante as medidas implantadas em toda a capital nos últimos dias, bloqueando diversas estradas principais da cidade.

O ataque dos drones americanos em 3 de janeiro de 2020 causou uma escalada nas tensões entre o Irã e os Estados Unidos na região.

O ataque aéreo levou o parlamento iraquiano a aprovar uma resolução pedindo ao governo para acabar com a presença das forças estrangeiras no país.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала