ONU considera saída dos EUA do Tratado de Céus Abertos 'lamentável', diz porta-voz

CC BY-SA 2.0 / Airwolfhound / OC-135B Open SkiesAvião de observação americano OS-135B Open Skies
Avião de observação americano OS-135B Open Skies - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A ONU considera lamentável a decisão dos EUA de se retirarem formalmente do Tratado de Céus Abertos, disse nesta segunda-feira (23), em entrevista coletiva, o porta-voz do órgão, Stéphane Dujarric.

Os Estados Unidos anunciaram neste domingo (22) o fim de sua participação no Tratado de Céus Abertos, seis meses após o governo do presidente Donald Trump anunciar sua intenção de se retirar do acordo.

"A decisão dos EUA de se retirar do Tratado de Céus Abertos é lamentável. Observamos que as outras partes do tratado continuam a mostrar seu compromisso com ele. Esses tipos de acordos e medidas de construção de confiança são realmente mais importantes agora do que nunca", declarou o porta-voz da Organização das Nações Unidas.

​O Tratado de Céus Abertos, assinado em 1992 em Helsinque, permite que observadores militares realizem voos de vigilância aérea para obter imagens de movimentos de tropas e navios em um vasto território, desde a cidade canadense de Vancouver até o porto de Vladivostok, no extremo leste da Rússia.

Esse documento, em vigor desde 2002, tinha até recentemente 34 signatários.

© REUTERS / Tom BrennerPresidente dos EUA, Donald Trump discursa durante um comício de campanha no aeroporto Cecil em Jacksonville, Flórida
ONU considera saída dos EUA do Tratado de Céus Abertos 'lamentável', diz porta-voz - Sputnik Brasil
Presidente dos EUA, Donald Trump discursa durante um comício de campanha no aeroporto Cecil em Jacksonville, Flórida

Em 21 de maio, Trump tinha anunciado sua intenção de retirar seu país do tratado, com base em supostas violações por parte da Rússia, pretexto que Washington costuma usar para justificar sua saída dos acordos internacionais. Vários países condenaram a decisão da Casa Branca.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia emitiu uma nota neste domingo (22) dizendo que, ao sair do Tratado de Céus Abertos, os americanos esperam que seus aliados, por um lado, obstruam os voos de observação russos sobre as instalações militares dos EUA na Europa e, por outro, que os europeus compartilhem com Washington suas fotografias aéreas do território russo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала