Sinais de establização não significam o fim da pandemia, diz OMS

© REUTERS / Denis BalibouseSede da Organização Mundial da Saúde (OMS), em Genebra, Suíça
Sede da Organização Mundial da Saúde (OMS), em Genebra, Suíça - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O diretor-executivo do Programa de Emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael J. Ryan, declarou que os primeiros sinais de estabilização não significam que a pandemia de coronavírus acabou, mas que é "hora de ficarmos vigilantes".

"Certamente vimos uma estabilização em vários países na direção do deslocamento da curva epidêmica, e a intensidade do aumento se estabilizou, alguns países começaram a ver uma queda bastante consistente em várias admissões hospitalares, mas então nós devemos começar a ver isso seguido", disse Ryan.

"Mas de maneira nenhuma significa que acabou [a pandemia]. Agora é a hora da vigilância, agora é a hora de dobrar", acrescentou.

O funcionário da OMS alertou para possíveis picos em novos casos assim que os países começarem a sair dos confinamentos.

"Nós não queremos pressionar o bloqueio para nada", disse Ryan, defendendo uma maneira mais suave de evitar as restrições.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o número de pessoas infectadas com o coronavírus está chegando a 1,7 milhão. Mais de 106.100 pessoas morreram por complicações relacionadas à COVID-19.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала