Agências dos EUA determinam apreensão de exportações de respiradores, máscaras e luvas

© REUTERS / Jonathan ErsntPresidente dos EUA, Donald Trump, durante a coletiva de imprensa diária realizada na Casa Branca sobre assuntos relacionados ao coronavírus, em Washington, EUA, em 9 de março de 2020
Presidente dos EUA, Donald Trump, durante a coletiva de imprensa diária realizada na Casa Branca sobre assuntos relacionados ao coronavírus, em Washington, EUA, em 9 de março de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos apreenderão as exportações de equipamentos médicos de proteção até determinar se eles devem ser mantidos no país, anunciaram duas agências federais nesta quarta-feira (8).

Os equipamentos devem ficar em solo estadunidense até que seja decidido se eles serão necessários para os esforços de contenção da pandemia de COVID-19, informa a agência de notícias Reuters. 

A Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP, na sigla em inglês) pausará exportações de respiradores, máscaras cirúrgicas e luvas cirúrgicas, de acordo com um anúncio conjunto feito com a Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (FEMA, na sigla em inglês), que decidirá se os equipamentos serão devolvidos para uso nos EUA, comprados pelo governo dos EUA ou exportados. 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, emitiu um memorando na sexta-feira que instruiu as agências federais a usarem qualquer autoridade necessária para reter os suprimentos médicos com demanda nos Estados Unidos no próprio país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала