Novos casos de coronavírus na China dobram com aumento de infecções importadas

© REUTERS / Thomas PeterEstudante usando máscara protetora posa para foto perto do Aeroporto Internacional de Pequim, na China, 13 de março de 2020
Estudante usando máscara protetora posa para foto perto do Aeroporto Internacional de Pequim, na China, 13 de março de 2020   - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os novos casos do novo coronavírus na China continental dobraram em 24 horas, à medida que o número de viajantes infectados no exterior aumentou, e novas infecções assintomáticas mais que quadruplicaram, pressionando as autoridades a apertar as medidas para impedir as transmissões locais.

Novos casos confirmados subiram para 62 na terça-feira, ante 32 no dia anterior, informou a Comissão Nacional de Saúde, a maior desde 25 de março. Novas infecções importadas foram responsáveis por 59 dos casos.

O número de novos casos assintomáticos mais do que quadruplicou para 137, informou a autoridade de saúde nesta quarta-feira, com a chegada de 102 viajantes.

As autoridades chinesas não contam casos assintomáticos como parte de sua contagem de infecções confirmadas por coronavírus até que os pacientes apresentem sintomas como febre ou tosse.

Para conter infecções de fora de suas fronteiras, a China reduziu o número de voos internacionais e negou a entrada a praticamente todos os estrangeiros. Além disso, o governo intensificou recentemente a triagem de viajantes que chegam por terra.

© AP Photo / Ng Han GuanMulher vende máscaras na cidade de Wuhan, na província de Hubei, na China, em 3 de abril de 2020
Novos casos de coronavírus na China dobram com aumento de infecções importadas - Sputnik Brasil
Mulher vende máscaras na cidade de Wuhan, na província de Hubei, na China, em 3 de abril de 2020

A China também mantém protocolos rigorosos de rastreamento de saúde no mercado interno, preocupados com qualquer ressurgimento das transmissões domésticas, especialmente entre portadores de vírus que não apresentam sintomas.

O aumento de novos casos ocorreu quando as restrições na cidade central de Wuhan, impostas desde janeiro, foram suspensas. A capital da província de Hubei viu apenas duas novas infecções confirmadas nos últimos 15 dias.

A China isolou a cidade de 11 milhões de pessoas para impedir a propagação do vírus semelhante à gripe para outras partes do país. Mais de 50 mil pessoas em Wuhan pegaram o vírus e mais de 2.500 delas morreram, segundo dados oficiais.

Até terça-feira, o número total de casos confirmados na China continental era de 81.802, incluindo 3.333 mortes, informou a Comissão Nacional de Saúde.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала