Detectadas pela 1º vez estrelas binárias capazes de produzir ondas gravitacionais

Nos siga noTelegram
Astrônomos do Centro de Astrofísica de Harvard & Smithsonian detectaram pela primeira vez anãs brancas compostas por duas estrelas binárias.

As anãs brancas compostas por duas estrelas binárias possuem um núcleo orbital capaz de gerar uma onda gravitacional única em seu tipo.

Para a equipe, foi muito difícil detectar o fenômeno, pois a anã branca binária não possuía curva de luz, segundo comunicado.

© NASAAnã branca
Detectadas pela 1º vez estrelas binárias capazes de produzir ondas gravitacionais - Sputnik Brasil
Anã branca

A descoberta foi realizada através de estudos espectroscópicos, que analisaram como interage a matéria com a radiação eletromagnética.

"As teorias indicam que há muitas binárias anãs brancas com duplo núcleo de hélio. Essa detecção proporciona uma âncora para esses modelos, e para futuros experimentos, para que possamos encontrar mais dessas estrelas e determinar seus verdadeiros números", assegurou Warren Brown, autor principal do estudo.

Esse sistema binário possui um período orbital curto de pouco mais de 20 minutos, que em seis e sete milhões de anos fará com que as anãs brancas se fundam em uma estrela massiva.

Além disso, a descoberta também será utilizada para testar o observatório de ondas gravitacionais LISA (Laser Interferometer Space Antenna ou Antena Espacial de Interferômetro a Laser) programado para ser lançado em 2034.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала