EUA registram 1ª morte de bebê em função do coronavírus

© AP Photo / Silvia IzquierdoCriança usa máscara para se proteger do coronavírus no Rio de Janiero
Criança usa máscara para se proteger do coronavírus no Rio de Janiero - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Bebê de menos de um ano de idade falece em Chicago após testar positivo para o coronavírus. Esta é possivelmente a primeira morte de uma criança nos EUA em função da COVID-19.

O falecimento da criança foi reportado no sábado (28) pelo Departamento de Saúde Pública do Estado de Illinois (IDPH, na sigla em inglês).

"Não havíamos tido nenhuma morte de criança por causa da COVID-19", declarou o diretor do IDPH, Dr. Ngozi Ezike. "Precisamos fazer tudo para prevenir a propagação deste vírus. Não só para nos protegermos a nós mesmos, mas também aqueles que nos rodeiam."

Apesar da causa da morte ainda não ter sido confirmada, o bebê foi testado positivamente para a COVID-19 pouco antes de falecer.

"Se você não estava prestando atenção, este pode ser o seu sinal de alerta", disse Ezike.

O governador de Illinois, Jay Robert Pritzker, anunciou a abertura de uma investigação para estabelecer as causas da morte e determinar se a criança tinha algum problema de saúde preexistente.

Risco para crianças

Outro caso de falecimento de criança foi registrado na cidade chinesa de Wuhan, no início da epidemia do novo coronavírus. Na ocasião, as autoridades informaram que o bebê de dez meses, que sofria de complicações intestinais, morreu por falência múltipla de órgãos.

No entanto, os casos de contaminação de crianças são raros, estas não são consideradas grupo de risco para a COVID-19. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, os mais vulneráveis são "os adultos mais velhos e as pessoas com doenças crônicas preexistentes".

No estado de Illinois, 85% das 47 mortes por COVID-19 foram registradas entre pessoas com idade superior a 60 anos.

Os EUA são o país mais afetado pela pandemia de coronavírus. Neste domingo (29), a potência americana já havia confirmado 124.686 casos da doença e 2.192 vítimas fatais. Os estados mais afetados são Nova York, Washington e Louisiana.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала