- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

'Tragédia': ministro da Saúde propõe adiar eleições municipais de outubro

© REUTERS / Adriano MachadoMinistro da Saúde do Brasil, Luiz Henrique Mandetta, durante conferência sobre primeiro caso do coronavírus no Brasil
Ministro da Saúde do Brasil, Luiz Henrique Mandetta, durante conferência sobre primeiro caso do coronavírus no Brasil - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, defendeu neste domingo a possibilidade de adiar as eleições municipais que estão agendadas para outubro em todo o país devido à crise do novo coronavírus (causador da COVID-19) em reunião por videoconferência com vários prefeitos.

O ministro sugeriu "estender o mandato" de prefeitos e vereadores, acrescentando que realizar eleições no meio do ano (a campanha eleitoral começaria dois meses antes) "seria uma tragédia, porque todos vão querer ação política".

Mandetta também sugeriu avançar no treinamento de estudantes de medicina que estão prestes a se formar, para atuar como reforço nos hospitais, uma opção que já está sendo estudada em conjunto com o Ministério da Educação.

Os recém-formados não atuariam em unidades de terapia intensiva, mas em áreas de clínica médica, pediatria, saúde coletiva e apoio às famílias, dependendo das características de cada curso.

© Folhapress / Fábio Vieira/FotoRuaPouco movimento de pedestres, alguns usando máscaras de segurança, e lojas fechadas na Avenida Paulista, na região central de São Paulo, na manhã deste sábado, 21, devido ao novo coronavírus, que transmite a COVID-19
'Tragédia': ministro da Saúde propõe adiar eleições municipais de outubro - Sputnik Brasil
Pouco movimento de pedestres, alguns usando máscaras de segurança, e lojas fechadas na Avenida Paulista, na região central de São Paulo, na manhã deste sábado, 21, devido ao novo coronavírus, que transmite a COVID-19

A licença seria temporária, enquanto durar a emergência de saúde pública, e seria válida para estudantes nos últimos dois anos do curso de medicina e no último ano dos cursos de enfermagem, farmácia e fisioterapia.

O ministro garantiu nesta semana que, devido ao avanço do SARS-Cov-2, o sistema de saúde brasileiro entrará em colapso em abril. Em uma entrevista na noite deste sábado, o presidente Jair Bolsonaro considerou a previsão exagerada.

No momento, de acordo com o último balanço oficial, divulgado no sábado, o Brasil tem 1.226 casos confirmados e 18 pessoas morreram pela doença.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала