- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaro faz pronunciamento sobre o novo coronavírus

© REUTERS / Adriano MachadoPresidente do Brasil, Jair Bolsonaro, faz "coraçãozinho" durante o lançamento da nova linha de crédito imobiliário com taxa fixa da Caixa Econômica Federal, no Palácio do Planalto, Brasília, 20 de fevereiro de 2020
Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, faz coraçãozinho durante o lançamento da nova linha de crédito imobiliário com taxa fixa da Caixa Econômica Federal, no Palácio do Planalto, Brasília, 20 de fevereiro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da República, Jair Bolsonaro, fez um pronunciamento agora há pouco, em rede nacional, sobre a situação do novo coronavírus.

Em seu discurso, de apenas dois minutos, o chefe de Estado brasileiro elogiou a decisão da Organização Mundial da Saúde (OMS) de declarar uma pandemia em virtude da propagação da COVID-19, e pontuou que, embora o sistema de saúde nacional, assim como o de outros países, tenha limitações para atender, o governo está preparado para manter a evolução da epidemia sob controle.

​"É provável, inclusive, que o número de infectados aumente nos próximos dias, sem, no entanto, ser motivo de qualquer pânico", disse o presidente.

Bolsonaro frisou que, por motivos óbvios, há uma preocupação maior com os idosos, e que, no momento, a recomendação das autoridades é para a população evitar "grandes concentrações populares". Nesse caso, ele atentou para a necessidade de ser repensado o ato marcado para o próximo dia 15, em defesa de seu governo.

"Não podemos esquecer, no entanto, que o Brasil mudou. O povo está atento e exige de nós respeito à Constituição e zelo pelo dinheiro público. Por isso, as motivações da vontade popular continuam vivas e inabaláveis."

Atualmente, o Brasil tem 76 pacientes diagnosticados com a COVID-19, incluindo o secretário de Comunicação da Presidência (Secom), Fabio Wajngarten, que acompanhou o presidente em visita recente aos Estados Unidos. Devido ao contato com o funcionário, Jair Bolsonaro precisou realizar um teste e, agora, aguarda o resultado, que deve ser divulgado nesta sexta-feira.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала