Arca de pedra com 3.500 anos pode revelar túmulo perdido do faraó Tutmés II (FOTOS)

CC BY 2.0 / Carsten Frenzl / Faraó Tutancâmon (imagem referencial)
Faraó Tutancâmon (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Arqueólogos acharam em um dos mais famosos sítios arqueológicos egípcios uma espantosa arca de pedra com estranhos artefatos que podem levar ao túmulo do faraó Tutmés II, falecido há 3.500 anos.

A descoberta ocorreu em março de 2019 por uma equipe de arqueólogos do Instituto de Arqueologia da Universidade de Varsóvia (Polônia), liderada pelo professor Andrejz Niwinski, mas só agora foi revelada pelo portal polonês Thefirstnews.

A extraordinária descoberta ocorreu por mero acaso em Deir el-Bahari, enorme complexo de tumbas reais e templos mortuários, incluindo o famoso túmulo mortuário de Hatexepsute, e local onde equipas polonesas de arqueólogos trabalham desde os anos 60 do século passado.

CC0 / Wmpearl / Fragmento de bloco de pedra representando o faraó egípcio Tutmés II no templo de Karnak
Arca de pedra com 3.500 anos pode revelar túmulo perdido do faraó Tutmés II (FOTOS) - Sputnik Brasil
Fragmento de bloco de pedra representando o faraó egípcio Tutmés II no templo de Karnak

A arca foi encontrada completamente por acaso entre alguns escombros e parecia apenas mais um bloco dos usados no Antigo Egito para construção de pirâmides.

"A arca em si tinha cerca de 40 cm de comprimento e um pouco menos de altura. Estava perfeitamente camuflada; parecia um bloco de pedra. Só depois de uma inspeção mais atenta é que se revelou que era uma arca", disse o professor ao The First News.

Misteriosa descoberta

A arca continha vários itens surpreendentes, todos cuidadosamente envoltos em três lonas de linho.

No primeiro fardo estava o esqueleto de um ganso, certamente sacrificado para fins religiosos. Um segundo continha o que parece ter sido um ovo de ganso. O terceiro era uma caixa de madeira embrulhada em quatro camadas de lona, contendo um ovo de íbis, ave com imenso significado simbólico para os antigos egípcios.

Caixa com o nome do faraó

A pequena caixa de madeira tinha a forma de uma antiga capela mortuária egípcia e nela estava inscrito o nome do faraó Tutmés II, escreve o The First News.

© Foto / Instituto de Arqueologia da Universidade de Varsóvia / Andrzej NiwińskiCaixa de madeira encontrada em área onde poderá estar o túmulo de Tutmés II
Arca de pedra com 3.500 anos pode revelar túmulo perdido do faraó Tutmés II (FOTOS) - Sputnik Brasil
Caixa de madeira encontrada em área onde poderá estar o túmulo de Tutmés II

A inscrição com o nome do faraó e a natureza dos objetos descobertos surpreenderam e entusiasmaram os arqueólogos.

"Todos eles indiciam que a caixa estava ligada à realeza. A simbologia dos objetos encontrados também indica que se tratava de um depósito real associado a Tutmés II e que um templo ou uma tumba estariam sendo edificados em seu nome", afirmou o professor Niwinski ao Medical Daily.

Para além do mais, "porque estamos em uma zona de cemitérios reais, então definitivamente teria sido um túmulo", disse Niwinski, agora ao tabloide britânico Daily Express.

Há assim, a possibilidade de no local se encontrar a sepultura de Tutmés II, perdida há quase quatro milênios, tanto mais que nas proximidades está a sepultura de sua esposa.

Faraós Tutmés II e Hatexepsute

Tutmés II reinou durante três anos (1476-1479 a. C.), morrendo com apenas 16 anos, tendo sido casado com sua irmã Hatexepsute, como era tradição real à época e que lhe sucedeu no trono.

© Foto / Instituto de Arqueologia da Universidade de Varsóvia / Andrzej NiwińskiCaixa de pedra envolta em pano de linho com objetos encontrados em área onde poderá estar o túmulo de Tutmés II
Arca de pedra com 3.500 anos pode revelar túmulo perdido do faraó Tutmés II (FOTOS) - Sputnik Brasil
Caixa de pedra envolta em pano de linho com objetos encontrados em área onde poderá estar o túmulo de Tutmés II

A equipe polonesa começou imediatamente a procurar o túmulo do jovem faraó. Segundo relata o Daily Express, Niwinski acredita estar muito perto de o encontrar, o que seria um acontecimento extraordinário, já que a maioria dos túmulos de faraós foi saqueada na antiguidade.

Vale recordar que o último túmulo intacto encontrado foi o do também jovem faraó Tutancâmon, recheado de um incalculável tesouro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала