Sanções dos EUA drenam os recursos do Irã para combater o coronavírus, afirma Zarif

Nos siga noTelegram
As sanções dos EUA ao Irã estão drenando os recursos tão necessários quanto o país persa luta para conter o surto de coronavírus, declarou o ministro das Relações Exteriores Mohammad Javad Zarif neste sábado.

Os EUA aumentaram as sanções contra as exportações e indústrias de petróleo do Irã nos últimos dois meses, com o secretário de Estado Mike Pompeo dizendo em fevereiro que o governo do presidente Donald Trump defendia restrições globais por Teerã violar compromissos nucleares.

"Donald Trump está endurecendo maliciosamente as sanções ilegais dos EUA com o objetivo de drenar os recursos do Irã necessários na luta contra o COVID-19 - enquanto nossos cidadãos estão morrendo disso. O mundo não pode mais ficar em silêncio, já que o terrorismo econômico dos EUA é suplantado pelo seu terrorismo medicinal", escreveu Zarif no Twitter.

Trump se ofereceu recentemente para ajudar o Irã a enfrentar o surto de coronavírus, mas a tábua de salvação foi rejeitada pelo presidente Hassan Rouhani, que acusou seu colega americano de hipocrisia por manter sanções em vigor sobre as importações de medicamentos.

O número de casos confirmados de infecção no Irã aumentou mais de 1.000 para 5.823 desde sexta-feira. Um porta-voz do Ministério da Saúde disse que mais 21 pessoas morreram da doença no dia anterior, elevando o número de mortos para 145.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала