Líder norte-coreano orienta exercícios militares e exalta 'sérias consequências' do coronavírus

© Sputnik / Vitaly AnkovLíder norte-coreano, Kim Jong-un, esconde a mão no casaco durante cerimônia de inauguração de estrada de ferro
Líder norte-coreano, Kim Jong-un, esconde a mão no casaco durante cerimônia de inauguração de estrada de ferro - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O líder norte-coreano Kim Jong-un supervisionou exercícios militares na sexta-feira, informou a mídia estatal KCNA neste sábado, um raro passeio público em meio a esforços para evitar um surto de coronavírus no país isolado.

A Coreia do Norte não confirmou nenhum caso do vírus, mas a mídia estatal disse que um período de quarentena de um mês foi imposto para pessoas com sintomas e medidas de "alta intensidade" foram tomadas, incluindo o reforço de verificações nas regiões fronteiriças e nos aeroportos e portos marítimos.

Em 16 de fevereiro, Kim fez sua primeira aparição pública em 22 dias para visitar um mausoléu que marcou o aniversário do nascimento de seu pai e falecido líder Kim Jong-Il.

O treinamento militar era "julgar a mobilidade e a capacidade de ataque ao poder de fogo" nas unidades da linha de frente e leste e terminou com uma "grande satisfação" de Kim, destacou a KCNA.

© REUTERS / KCNALíder norte-coreano, Kim Jong Un, observa realização de exercícios
Líder norte-coreano orienta exercícios militares e exalta 'sérias consequências' do coronavírus - Sputnik Brasil
Líder norte-coreano, Kim Jong Un, observa realização de exercícios
"Os soldados, que se armaram firmemente [...] treinaram sob as condições simuladas de batalhas reais, reduziram uma ilhota alvo a um mar de chamas", detalhou a KCNA.

Em um despacho separado, a KCNA disse que Kim também convocou uma reunião do poderoso politburo do Partido dos Trabalhadores, onde foi discutida uma aplicação mais rigorosa das "medidas antiepidêmicas de primeira classe" para impedir a propagação do vírus.

"Caso a doença infecciosa que está se espalhando além do controle chegue ao nosso país, isso trará sérias consequências", afirmou Kim. "Nenhum caso especial deve ser permitido dentro do sistema antiepidêmico estatal".

Ele instruiu os funcionários a "selar todos os canais e espaços através dos quais a doença infecciosa pode encontrar seu caminho e fortalecer o check-up, teste e quarentena", acrescentou a KCNA.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала