Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

NASA desliga telescópio que mostrava como funciona Universo após 16 anos de observações

© NASA . NASA/JPL-Caltech/ESA/Spitzer/P. Oesch/S. De Barros/ I.LabbeFoto tirada pelo telescópio espacial Spitzer, da NASA, mostra galáxias extremamente distantes (circuladas em vermelho), com uma delas sendo mostrada no canto inferior direito
Foto tirada pelo telescópio espacial Spitzer, da NASA, mostra galáxias extremamente distantes (circuladas em vermelho), com uma delas sendo mostrada no canto inferior direito - Sputnik Brasil
Nos siga no
Lançado em 2003, o aparelho tinha como objetivo observar o espectro infravermelho do universo.

A NASA anunciou o fim de sua missão Spitzer Space Telescope, após mais de 16 anos em funcionamento.

"Após a confirmação do encerramento do Spitzer, o gerente de projeto Joseph Hunt anunciou oficialmente o fim da missão", disse a NASA em um comunicado.

O legado de Spitzer vai continuar vivo! Após mais de 16 anos de estudo de infravermelhos no universo, a missão do telescópio espacial chegou ao fim. Um dos nossos maiores observatórios será lembrado por suas descobertas.

Lançado em 2003 acima da atmosfera da Terra para fazer observações do Universo, o telescópio era o mais sensível no espectro infravermelho, permitindo vários avanços no conhecimento espacial nessa matéria.

A missão principal do telescópio terminou em 2009, quando ele esgotou sua reserva de líquido refrigerante de hélio necessário para operar dois de seus três instrumentos, o Espectrógrafo de Infravermelho e o Fotômetro de Imagem Multibanda para Spitzer, continuando a utilizar parte do instrumento que ainda funcionava, a Câmera de infravermelho de Matriz, durante mais tempo que o que os cientistas da NASA planejavam, afirma o comunicado.

Além disso, a agência espacial desenvolveu o mais avançado telescópio espacial James Webb, que poderá substituir o aparelho em 2021, mas que já teve lançamento adiado duas vezes.

Hoje é o dia. Após 16 anos de observação da nossa galáxia fria, escura e poeirenta, estamos nos despedindo do nosso Grande Observatório.

Thomas Zurbuchen, chefe interino do departamento de ciências da NASA, relatou que Spitzer ensinou aspectos completamente novos do espaço e ajudou a entender melhor como o universo funciona.

© Foto / NASA/JPL-Caltech/IPACUm dos maiores restos da supernova na Via Láctea, nomeada HBH 3 e captada pelo telescópio NASA Spitzer
NASA desliga telescópio que mostrava como funciona Universo após 16 anos de observações - Sputnik Brasil
Um dos maiores restos da supernova na Via Láctea, nomeada HBH 3 e captada pelo telescópio NASA Spitzer

A agência espacial norte-americana espera que os cientistas de todo o mundo continuem a utilizar os dados recolhidos pelo telescópio para fazer novas descobertas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала