Resposta iraquiana aos EUA não será inferior à retaliação iraniana, diz líder miliciano do Iraque

© REUTERS / Nazanin Tabatabaee / Agência de Notícias WANAIranianos presentes em cortejo fúnebre de Qassem Soleimani, chefe da Força Quds, e do membro sênior das Forças de Mobilização Popular Shia do Iraque, Abu Mahdi al-Muhandis
Iranianos presentes em cortejo fúnebre de Qassem Soleimani, chefe da Força Quds, e do membro sênior das Forças de Mobilização Popular Shia do Iraque, Abu Mahdi al-Muhandis - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Na quarta-feira (8), o comandante miliciano do Iraque, Qais al-Khazali, afirmou que Bagdá vai seguir a resposta do Irã ao assassinato do major-general iraniano Qassem Soleimani em 3 de janeiro.

Segundo a agência de notícias Reuters, o comandante miliciano do Iraque, Qais al-Khazali, sublinhou que a resposta iraquiana será "não menos" do que a retaliação de Teerã. Para o miliciano, a retaliação do Iraque seria uma forma de se vingar pelo assassinato do membro sênior das Forças de Mobilização Popular Shia do Iraque, Abu Mahdi al-Muhandis, que também foi morto no ataque aéreo dos EUA.

"A resposta inicial do Irã ao assassinato do comandante Soleimani aconteceu. Agora é hora de resposta inicial para o assassinato do comandante al-Muhandis. E como os iraquianos são bravos e zelosos, sua resposta não será menos do que a do Irã. É uma promessa", afirmou al-Khazali.

O chefe da Força Quds, o major-general Qassem Soleimani, e o membro sênior das Forças de Mobilização Popular Shia do Iraque, Abu Mahdi al-Muhandis, foram ambos mortos em um ataque aéreo realizado pelos EUA na sexta-feira (3), perto do Aeroporto Internacional de Bagdá. Além dos dois, mais dez pessoas morreram.

Teerã prometeu resposta feroz após a morte do seu comandante, realizando dias depois dois ataques contra instalações militares usadas pelos soldados norte-americanos no Iraque.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала