Pentágono avisa que monitorará exercícios navais da Rússia, China e Irã no mar Arábico

© Sputnik / Aleksandr Galperin / Abrir o banco de imagensNavios da Marinha russa ensaiando a parada por ocasião do Dia da Marinha da Rússia.
Navios da Marinha russa ensaiando a parada por ocasião do Dia da Marinha da Rússia. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os EUA monitorarão os exercícios navais da Rússia, China e Irã no mar Arábico e dizem estar prontos para garantir a "liberdade de navegação" na região, comunicou o serviço de imprensa do Pentágono.

"Estamos cientes dos exercícios multilaterais entre o Irã, China e Rússia no mar Arábico. Estamos observando isso e continuaremos trabalhando com nossos parceiros e aliados para garantir a liberdade de navegação e o movimento de mercadorias pelas vias marítimas internacionais", disse o porta-voz do Pentágono, Sean Robertson, em comunicado.

No início de dezembro, o comandante da Marinha do Irã, contra-almirante Hossein Khanzadi, afirmou que exercícios navais conjuntos do Irã, Rússia e China "Cinto de Segurança Marítima" seriam realizados no oceano Índico e no golfo de Omã nesta sexta-feira, 27 de dezembro.

O objetivo das manobras é praticar ações contra o terrorismo e a pirataria, assim como garantir a segurança e aprofundar a cooperação entre as Marinhas dos três países, disse o novo embaixador iraniano na Rússia, Kazem Jalali.

© AP Photo / Xinhua, Wu DengfengNavio chinês participa em exercícios militares navais com Rússia (imagem ilustrativa)
Pentágono avisa que monitorará exercícios navais da Rússia, China e Irã no mar Arábico - Sputnik Brasil
Navio chinês participa em exercícios militares navais com Rússia (imagem ilustrativa)

Anteriormente, os navios da Marinha russa participaram com a Marinha indiana no exercício conjunto Indra 2019, no mar Arábico, nos dias 16 e 19 de dezembro.

Ponto estratégico

O golfo de Omã é um local sensível por ter ligação com o estreito de Ormuz, alvo de recente crise entre os Estados Unidos, o Irã e o Reino Unido.

Uma parte importante de todo o petróleo produzido do mundo (20%) passa pelo estreito de Ormuz. Cinco importantes membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) exportam sua produção através desta via marítima.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала