Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Pompeo: Partido Comunista da China é a 'nova ameaça' para OTAN

© AP Photo / Francisco SecoMike Pompeo fala com jornalistas durante comitiva de imprensa na sede da OTAN em Bruxelas
Mike Pompeo fala com jornalistas durante comitiva de imprensa na sede da OTAN em Bruxelas - Sputnik Brasil
Nos siga no
Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, declarou que o Partido Comunista da China representa a "nova ameaça" para a OTAN, 70 anos após a fundação da aliança.
"A nossa aliança tem de enfrentar a atual e potencial ameaça a longo prazo que o Partido Comunista da China representa", declarou Pompeo em coletiva de imprensa após a reunião de representantes dos países-membros da OTAN em Bruxelas, Bélgica.

Ainda segundo Pompeo, a razão desta ameaça estaria na diferença de valores e de crenças da OTAN e do Partido Comunista da China, de acordo com a fala do secretário publicada na página da Secretaria de Estado dos EUA.

"Não podemos ignorar as diferenças fundamentais e crenças entre nossos países e o Partido Comunista da China", afirmou a autoridade americana.

Rússia e Irã

Além da China, Mike Pompeo não escondeu críticas à Rússia e ao Irã, incentivando os membros da aliança a tomarem uma posição mais dura contra estes dois países e a China.

"Trinta anos mais tarde [depois do fim da Guerra Fria], estamos enfrentando ameaças de regimes autoritários, e novamente devemo-los enfrentar juntos. Rússia, China e Irã – seus sistemas de valores são bem diferentes do nosso. Eles vão em um caminho oposto [...] Temos a responsabilidade, o dever de os confrontar", acrescentou Pompeo.

Missão da aliança

Durante a coletiva, Pompeo relembrou os 70 anos da existência da aliança, criada no contexto da Guerra Fria, e os 30 anos da queda do Muro de Berlim.

Ultimamente, a essência e missão da aliança têm sido abordadas em declarações de diversos líderes mundiais. No último dia 7, o presidente francês, Emmanuel Macron, disse que a OTAN estava passando por um momento de "morte cerebral".

Por sua vez, com seu discurso em Bruxelas, Pompeo declara ao mundo os "novos inimigos" da aliança, segundo a estratégia dos Estados Unidos, o que parece dar uma nova missão de longo prazo para a OTAN: "confrontar a Rússia, a China e o Irã".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала