Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Chamas no Rio: incêndio do Hospital Badim entristece web

© Folhapress / Celso Pupo/FotoarenaIncêndio atinge Hospital Badim, Rio de Janeiro, 12 de setembro de 2019.
Incêndio atinge Hospital Badim, Rio de Janeiro,  12 de setembro de 2019. - Sputnik Brasil
Nos siga no
O incêndio, que tomou um hospital particular da Zona Norte do Rio de Janeiro, está comovendo muitos internautas com imagens de pacientes sendo resgatados da nuvem de fumaça.

Tudo começou no início da noite de quinta-feira (12). O Hospital Badim, localizado no bairro Maracanã, Zona Norte do Rio de Janeiro, e considerado referência em diversas especialidades, foi tomado pelas chamas.

O incêndio teria começado em um gerador do prédio antigo do hospital, que fica perto de um Centro de Tratamento e Terapia Intensiva. Às 21h30, bombeiros comunicaram que o foco das chamas já havia sido apagado no subsolo do estabelecimento.

A fumaça, por sua vez, tomou conta das zonas do hospital, que estava com 103 pacientes internados. Nos primeiros momentos do incêndio, e com a retirada de alguns pacientes, surgiu a notícia sobre a primeira morte. Já na madrugada desta sexta-feira (13), 10 corpos foram retirados sem vida do hospital.

A notícia chegou aos quatro cantos do Brasil, e até foi repercutida fora. Já na web, o incêndio do Hospital Badim não deixa de ser propagado, com tristeza acompanhando as fotos portadas por internautas.

Internauta publicou um vídeo do resgate, seguido por crítica ao prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e à Justiça do Rio que "estão mais preocupados em censurar livros com temática LGBT".

​A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) lamentou a tragédia, e postou fotos da remoção de pacientes.

​Surgiu um vídeo dos primeiros momentos do preparo para deitar os pacientes no chão da rua. Dá para ver funcionários do hospital e cidadãos se mobilizando para ajudar.

​Um profissional de Segurança do Trabalho lamentou o descaso "dos patrões que não estão nem aí para a segurança de seus funcionários".

​Um antigo paciente do hospital relembrou o ano internado na unidade de saúde, e lamentou a tragédia.

​O nome do hospital, Badim, estava entre os assuntos mais comentados de hoje no Twitter, com mais de 9.200 tweets até a publicação desta matéria.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала