- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaro garante que hoje 'passar fome no Brasil é uma grande mentira'

© Foto / Agência Brasil/Marcos CorrêaPresidente do Brasil, Jair Bolsonaro, fala com a imprensa após visita ao Ministério da Educação, 25 de abril de 2019
Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, fala com a imprensa após visita ao Ministério da Educação, 25 de abril de 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) chamou de "mentira" a possibilidade de um cidadão brasileiro hoje passar fome no país. A fala foi proferida na manhã desta sexta-feira, durante um café da manhã com correspondes de jornais estrangeiros, em Brasília.

"O Brasil é um país rico para praticamente qualquer plantio. Fora que passar fome no Brasil é uma grande mentira", afirmou Bolsonaro, citado pelo jornal O Globo. A passagem também pode ser vista em vídeo, a partir do minuto 5:20.

"Passa-se mal, não come bem, aí eu concordo. Agora, passar fome, não. Você não vê gente, mesmo pobre, pelas ruas, com físico esquelético, como a gente vê em alguns outros países pelo mundo", acrescentou o ex-capitão do Exército.

De acordo com Bolsonaro, falar que exista fome no Brasil hoje não passa de um "discurso populista". Segundo O Globo, o presidente deu essa resposta a um questionamento, feito por uma correspondente do jornal espanhol El País, acerca dos planos do governo para dar suporte ao aumento da pobreza e da fome no país.

Mapa da Fome

Segundo o relatório do Panorama da Segurança Alimentar e Nutricional na América Latina e Caribe 2018, divulgado em novembro, a fome cresceu no Brasil. O número de pessoas desnutridas no país chegou a 5,2 milhões de pessoas entre 2015 e 2017. À Sputnik Brasil, em outubro, analistas disseram que o Brasil está perto de voltar ao Mapa da Fome da ONU.

Avesso aos números, Bolsonaro atirou contra governos anteriores que associaram a distribuição de riqueza no país à concessão de bolsas, criando o que ele chamou de "um país de Bolsas".

"Esses políticos que criticam a questão da fome no Brasil, no meu entender, tem que se preocupar, estudar um pouco mais as consequências disso. Lá, é precipitação pluviométrica [chuva] é menor que do Sertão nordestino. Eles conseguem não só garantir sua segurança alimentar, como exportar parte para a Europa. Falar que se passa fome no Brasil é discurso populista, tentando ganhar simpatia popular, nada além disso", continuou.

O tema irritou o presidente, que ressaltou ver como responsabilidade no Executivo e do Legislativo apenas "facilitar a vida do empreendedor, de quem quer produzir, e não fazer esse discurso voltado para a massa da população", dando a entender que, se as autoridades não atrapalharem, "essas franjas de miséria por si só acabam no Brasil porque o nosso solo no Brasil é muito rico para tudo o que você pode imaginar".

Restou tempo ainda para Bolsonaro questionar o fato de que não via "nenhum magro" entre os jornalistas presentes, e que o fato de haver alguns brasileiros passando fome "por comerem mal" não é culpa dele, concluiu O Globo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала