Rússia critica UE por posição desequilibrada em relação ao Tratado INF

© AFP 2022 / JOHN THYSO chanceler russo, Sergei Lavrov, e a chefe da diplomacia da UE, Federica Mogherini, falando com a imprensa após encontro em Bruxelas, na sede da União Europeia
O chanceler russo, Sergei Lavrov, e a chefe da diplomacia da UE, Federica Mogherini, falando com a imprensa após encontro em Bruxelas, na sede da União Europeia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério das Relações Exteriores da Rússia criticou hoje a União Europeia e sua chefe de diplomacia por se aliar a Washington para culpar Moscou pelo desmantelamento do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário, o Tratado INF.

No último domingo, Federica Mogherini, alta representante da UE para Política Externa e Segurança, pediu à Rússia que tome medidas imediatas para garantir o cumprimento total e verificável desse acordo de 1987, que impõe limites às armas nucleares armazenadas pelos dois maiores rivais do período da Guerra Fria. 

"Lamentamos a abordagem desequilibrada da UE em relação à causa da crise do INF. Em particular, ela não mencionou preocupações que a Rússia expressou durante anos sobre o cumprimento dos EUA. Os EUA fizeram com que o acordo se desfizesse, mas a Rússia é instada a mantê-lo no lugar", disse a chancelaria russa. "Essa declaração foi claramente um show e um golpe de propaganda. A UE continua seguindo a linha dos EUA, rejeitando as propostas realistas da Rússia sobre como lidar com acusações mútuas [de violações do INF], buscando a transparência mútua", acrescentou. 

​O presidente russo, Vladimir Putin, assinou uma lei no último 3 de julho suspendendo formalmente os compromissos assumidos pela Rússia no acordo, após os Estados Unidos terem interrompido, em fevereiro, sua participação no pacto nuclear.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала