'Disparar uma bala contra o Irã vai pegar fogo aos interesses americanos', diz general iraniano

© AP Photo / Exército do IrãMíssil Sayyad 2 disparado pelo sistema de defesa aérea Talash durante exercícios no Irã, 5 de novembro de 2018
Míssil Sayyad 2 disparado pelo sistema de defesa aérea Talash durante exercícios no Irã, 5 de novembro de 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
General iraniano advertiu no sábado (22) que qualquer ação contra Teerã teria graves consequências para os interesses dos EUA na região, informou a agência de notícias Tasnim.

"Disparar uma bala contra o Irã vai pegar fogo aos interesses americanos e dos seus aliados" no Oriente Médio, declarou o general de brigada Abolfazl Shekarchi, porta-voz do Estado-Maior das Forças Armadas iranianas, à Tasnim.

Espaço aéreo iraniano está 'totalmente seguro e protegido'

A Organização de Aviação Civil do Irã, por sua vez, disse que o espaço aéreo do país está "totalmente seguro e protegido" e aberto a voos de todas as companhias aéreas, informou a agência.

"O espaço aéreo controlado pelo Irã sobre o golfo Pérsico e outras rotas de voo estão completamente seguros", afirmou o porta-voz da organização, Reza Jafarzadeh.

Os comentários se seguem à confirmação de pelo menos meia dúzia de linhas aéreas que elas restringirão os voos sobre o espaço aéreo no estreito de Ormuz e em seu torno e no golfo de Omã devido à escalada de tensões entre os EUA e o Irã.

Agravamento da tensão

Em 20 de junho, o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC) afirmou ter derrubado um drone Northrop Grumman RQ-4 Global Hawk dos EUA, que teria invadido o espaço aéreo iraniano na província de Hormozgan, perto do estreito de Ormuz.

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos, por sua vez, insiste que o veículo aéreo não-tripulado não estava em território iraniano, mas em águas internacionais, quando foi derrubado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала