Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Após relatório de Mueller, senadora democrata defende início do impeachment de Trump

Nos siga no
A conduta revelada no relatório do Conselho Especial do assessor especial Robert Mueller é tão séria que a Câmara dos Representantes dos EUA deve lançar imediatamente um processo de impeachment do presidente Donald Trump, disse a senadora Elizabeth Warren em um comunicado.

"A gravidade dessa má conduta exige que as autoridades eleitas de ambas as partes deixem de lado considerações políticas e cumpram seu dever constitucional", afirmou Warren por meio do Twitter na sexta-feira.

"Isso significa que a Câmara deve iniciar um processo de impeachment contra o presidente dos Estados Unidos", acrescentou.

O ex-diretor do FBI Robert Mueller, o conselheiro especial sondando a interferência russa na eleição de 2016, deixa o Capitólio após uma reunião a portas fechadas em Washington. (Arquivo) - Sputnik Brasil
Mueller: 'Encontros entre equipe de Trump e Rússia são insuficientes para provar conluio'

Warren esteve envolvida em uma série de confrontos públicos com Trump, que a ridicularizou como a princesa indígena americana "Pocahontas", porque ela alegou ascendência de nativos americanos para avançar sua carreira anos atrás.

O relatório Mueller, divulgado na quinta-feira pelo Departamento de Justiça dos EUA, não encontrou evidências de conluio entre Trump e sua campanha com a Rússia na campanha eleitoral presidencial dos EUA em 2016.

No entanto, Mueller descreveu 10 episódios que podem constituir obstrução da justiça pelo presidente dos EUA. O procurador-geral dos EUA disse na quinta-feira que as evidências fornecidas no relatório não foram suficientes para constituir uma ofensa à Justiça.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала