- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Nobel de Economia sobre discurso de Bolsonaro: 'Ele me dá medo'

© AP Photo / Markus SchreiberO logo do Fórum Econômico Mundial de Davos brilha durante a reunião anual na Suíça (arquivo)
O logo do Fórum Econômico Mundial de Davos brilha durante a reunião anual na Suíça (arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Ganhador do Prêmio Nobel de Economia de 2013, o americano Robert Shiller reagiu ao discurso do presidente Jair Bolsonaro, que abriu o Fórum Econômico Mundial de Davos. "Ele me dá medo", disse o economista ao jornal Valor.

Formado no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e professor da prestigiada Universidade de Yale, nos Estados Unidos, Shiller é famoso por ter previstos os estouros das bolhas da internet (em 2000) e do mercado imobiliário (2008). Em 2013, foi premiado com o Nobel de Economia por ter desenvolvido uma metodologia que explica a evolução do mercado de capitais em períodos de turbulência.

"O Brasil é um grande país e merece alguém melhor. Ele me dá medo”, disse o economista, citado pelo jornal Valor Econômico. “Eu terei que ficar longe do Brasil”.

Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Bolsonaro critica 'América bolivariana' em Davos
Questionado pela Reportagem do jornal sobre o conteúdo do pronunciamento do presidente brasileiro, Shiller foi irônico. "O discurso foi uma bênção, mas discurso de [Donald] Trump no ano passado também foi", afirmou, completando que esteve em um discurso do premiê húngaro Viktor Orbán e mesmo ele "soa moderado" ao falar. Orbán, que esteve na cerimônia de posse de Bolsonaro em Brasília, é considerado um dos membros mais aguerridos da direita nacionalista europeia.

Esta não é a primeira vez que Shiller apresenta desacordo com a plataforma política representada por Jair Bolsonaro. Em outubro, ele publicou um vídeo no YouTube em que analisava o crescente apoio mundial a "governos extremamente autoritários" e alertava o Brasil quanto à necessidade de se manter "vigilante na defesa da tolerância e da democracia".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала