'Caçador de avião' pode iniciar nova busca pelos destroços do MH370

© REUTERS / Rob GriffithUm avião da Real Força Aérea da Nova Zelândia ajudou nas buscas ao voo MH370 próximas à Austrália.
Um avião da Real Força Aérea da Nova Zelândia ajudou nas buscas ao voo MH370 próximas à Austrália. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um “caçador de avião” procura confirmar que objetos brancos encontrados por ele em imagens do Google Maps, mais especificamente em uma floresta densa do Camboja, correspondiam às dimensões da cabine e do rotor do Boeing 777.

O entusiasta "caçador de avião" e aspirante a piloto, Daniel Boyer, está empenhado em encontrar os restos que ele acredita ser do Boeing 777 da companhia aérea Malaysia Airlines, que, após acidente, desapareceu há cinco anos.

MH370 (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Piloto associa 'fortes sacudidas' e 'incêndio' ao sumiço do avião malaio MH370
Segundo declaração de Boyer ao jornal The Daily Star, ele pretende encontrar os restos da aeronave para responder às famílias de todos os envolvidos no acidente. Boyer enfatiza que está certo de que vai descobrir que os destroços pertencem ao voo MH370.

Boyer havia anunciado a descoberta dos destroços em outubro, quando também insistiu ter encontrado objetos brancos em uma floresta densa do Camboja, utilizando o Google Maps. Sua insistência teria ganhado força depois de que outro usuário do Google Maps, Ian Wilson, afirmou ter encontrado o Boeing do voo MH370 em uma floresta.

Vale ressaltar que o voo MH370 da Malaysia Airlines desapareceu no dia 8 de março de 2014 com 239 passageiros e membros da tripulação, enquanto percorria em direção ao espaço aéreo vietnamita. Diversas buscas foram realizadas, entretanto, nada foi encontrado e as buscas foram abandonadas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала