Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Sob críticas, Egito ratifica lei de controle da internet

© REUTERS / The Egyptian PresidencyO presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, faz um discurso no Palácio Presidencial Ittihadiya no Cairo, Egito (arquivo)
O presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, faz um discurso no Palácio Presidencial Ittihadiya no Cairo, Egito (arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente do Egito, Abdel-Fattah el-Sissi ratificou uma lei contra crimes cibernéticos em meio a uma polêmica com grupos críticos da medida. Em julho, outra lei semelhante foi aprovada no país.

A lei publicada neste sábado (18) no diário oficial egípcio permite que as autoridades do país bloqueiem sites que publiquem conteúdo que ameace a segurança nacional. Possíveis visitantes que venham a tentar o acesso dos sites também poderão ser punidos a até um ano de prisão, ou multados em até US$ 5.593,00.

Bandeira de Israel em Jerusalém - Sputnik Brasil
Controversa lei de Israel consolida a 'segregação racial', diz Egito
Em julho deste ano, o parlamento do Egito aprovou uma lei que coloca contas de redes sociais com mais de 5 mil seguidores sob supervisão das autoridades. Com isso, elas podem realizar bloqueios dos perfis e páginas caso identifiquem disseminação de notícias falsas.

À época, a Anistia Internacional criticou a lei, afirmando que ela dava ao Estado egípcio o controle quase total sobre mídias impressas, online, e também de outros tipos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала