Colômbia se retira da Unasul

Nos siga noTelegram
O ministro de Relações Exteriores da Colômbia, Carlos Holmes, anunciou nesta sexta-feira (10) a saída do país da Unasul (União de Nações Sul-Americanas), cumprindo a promessa de campanha do novo presidente, Iván Duque.

"Acreditamos na necessidade de relançar a OEA [Organização dos Estados Americanos], vamos lançar uma nova política de fronteira, uma nova política de migração, vamos cumprir ativamente, vamos nos retirar da Unasul", afirmou Holmes durante uma coletiva de imprensa.

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela - Sputnik Brasil
Governo da Venezuela solicita à Colômbia extradição do deputado Julio Borges
"Vamos nos retirar da Unasul, que é uma decisão política irreversível", disse o ministro, e disse que Bogotá está conduzindo um processo de consultas com outros países "que aparentemente desejam seguir o mesmo caminho", para agir "juntos".

O ministro também condenou o governo de Nicolás Maduro na Venezuela, cuja administração ele descreveu como uma "ditadura ultrajante".

Holmes afirmou que Maduro é "um sátira que se dedicou a destruir as liberdades individuais, a perseguir a oposição, a silenciar a imprensa".

A Unasul é uma organização regional intergovernamental composta por 12 países sul-americanos. Em abril de 2018, Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru suspenderam sua participação na organização.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала