Coreia do Sul suspende exercícios de defesa civil por diplomacia com Kim Jong-un

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensSoldado no polígono nuclear de Punggye-ri, no norte da Coreia do Norte
Soldado no polígono nuclear de Punggye-ri, no norte da Coreia do Norte - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Coreia do Sul suspendeu seus exercícios de defesa civil de verão, com o objetivo de se preparar contra um ataque norte-coreano, para manter viva uma atmosfera positiva para a diplomacia nuclear com Pyongyang.

A decisão de Seul nesta terça-feira (10) de "suspender temporariamente" os exercícios civis em todo o país foi antecipada desde que os Estados Unidos e a Coreia do Sul suspenderam seus exercícios militares anuais após uma cúpula no mês passado entre o presidente Donald Trump e o líder norte-coreano Kim Jong-un.

Míssil balístico Musudan exibido durante a parada militar em Pyongyang em homenagem ao centenário do último líder norte-coreano, Kim Il-Sung, em 15 de abril de 2012 - Sputnik Brasil
Desertor alega que Coreia do Norte pediu US$ 1 bi a Israel para não vender mísseis ao Irã
Os exercícios da Coreia do Sul com Washington eram chamados de "Freedom Guardian", algo como "guardião da liberdade", em tradução livre. 

Ruas em cidades sul-coreanas congelavam ao som de sirenes de ataques aéreos todos os anos durante os exercícios, com carros parando nas ruas, pedestres entrando em prédios e estações de metrô, e funcionários do governo evacuando seus escritórios.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала