Reino Unido admite morte de civil em ataque britânico na Síria

© AFP 2022 / POOL / PHILIP COBURN Pilotos em frente a um caça Tornado da RAF, a Força Aérea Real britânica, em Norfolk
Pilotos em frente a um caça Tornado da RAF, a Força Aérea Real britânica, em Norfolk - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério da Defesa britânico reconheceu nesta quarta-feira a ocorrência de uma baixa civil em um bombardeio da Força Aérea Real (RAF) contra alvos do grupo terrorista Daesh na Síria no final de março.

"Nós fazemos tudo que podemos para minimizar o risco à vida de civis em ataques do Reino Unido através de nosso rigoroso processo de escolha de alvo e do profissionalismo do pessoal de serviço. É, portanto, profundamente lamentável que um ataque aéreo britânico, em 26 de março de 2018, contra combatentes do Daesh no leste da Síria, tenha resultado em uma fatalidade civil não intencional", afirmou o secretário de Defesa, Gavin Williamson, em comunicado enviado ao parlamento. 

Ataque da coalizão liderada pelos EUA na Síria (arquivo) - Sputnik Brasil
Coalizão reconhece a morte de 855 civis no Iraque e na Síria

De acordo com a Defesa britânica, o civil em questão teria sido atingido ao cruzar a área do ataque em uma motocicleta. No entanto, o ministério disse não poder dar mais detalhes sobre o caso por questões de segurança nacional e para não atrapalhar as operações militares atualmente em vigor. 

O Reino Unido faz parte da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, junto com outras dezenas de Estados, que realiza operações contra o Daesh desde 2014. Segundo dados da Defesa, a Força Aérea Real já conduziu cerca de 1.660 ataques na Síria e no Iraque desde o início da missão. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала