Que é capaz de fazer o avião orbital chinês? Analista explica

CC BY 2.0 / DonkeyHotey / Vista da Terra desde o espaço (imagem ilustrativa)
Vista da Terra desde o espaço (imagem ilustrativa) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
De acordo com o jornal South China Morning Post, a China realizou do cosmódromo de Jiuquan o lançamento experimental do modelo reduzido de um avião orbital reutilizável.

A Sputnik China entrevistou o especialista militar Vasily Kashin e pediu sua opinião sobre o provável uso do novo aparelho.

"Prevê-se que o aparelho seja capaz de realizar voos na atmosfera, bem como no espaço, com uma velocidade hipersônica e efetuar pouso automático em aeródromo. Por enquanto, muitos dos detalhes dos testes realizados ainda não foram revelados. Apesar disso, torna-se claro que os chineses estão passando da realização de testes deste modelo […] para voos em condições reais", afirmou.

O especialista recordou que a China tem trabalhado na elaboração de vários tipos de aviões orbitais já por mais de 20 anos. Vale ressaltar que nos estágios iniciais o país asiático utilizava também tecnologias de origem soviética, contudo, no momento a experiência chinesa neste campo já superou a russa, uma vez que a Rússia, possuindo recursos mais limitados, concentrou-os totalmente na área militar para assegurar sua própria segurança.

Caças chineses Chengdu J-20 - Sputnik Brasil
China teria inventado supermaterial capaz de tornar caças invisíveis
"Provavelmente, os êxitos da China e dos EUA na área de produção de aviões orbitais hipersônicos façam com que a Rússia reavalie suas prioridades. No momento, as tecnologias espaciais estão se desenvolvendo de forma tão rápida que em breve o espaço vai se tornar o palco principal da corrida armamentista", assinalou Kashin.

Segundo destacou o analista, o progresso no desenvolvimento dos aviões espaciais abre caminho para muitas novas oportunidades no campo militar, tal como na área civil. Em primeiro lugar, este tipo de veículos permite transportar para o espaço cargas úteis de forma mais rápida e mais barata, principalmente no que se refere a satélites de pequeno e de médio porte. Além disso, um avião orbital pode transportar equipamento de vigilância e armas que posteriormente podem ser reutilizadas depois de voltarem à terra.

Enquanto isso, Kashin falou sobre as perspectivas de utilização de aviões hipersônicos para transporte de passageiros.

"As conversas sobre a possibilidade de utilização de aviões hipersônicos para voos regulares de passageiros parecem questionáveis: no momento, nem sequer está claro como assegurar a rentabilidade de voos de passageiros supersônicos", explicou o especialista.

Porta-aviões Ronald Reagan dos EUA perto da península da Coreia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Armas hipersônicas da China ameaçam toda frota de superfície dos EUA
Na época da Guerra Fria os aviões orbitais também eram considerados como possíveis portadores de armas laser para combater aparelhos espaciais inimigos, bem como portadores de armas nucleares. O desenvolvimento rápido das tecnologias de voo hipersônico pode fazer reexaminar as possibilidades de posicionamento de armas no espaço – já no futuro próximo isso pode se tornar possível e viável, assinalou Kashin.

"Os EUA, confiando em sua supremacia nas tecnologias espaciais, rejeitam as iniciativas russas e chinesas sobre não proliferação de armas no espaço. Em novembro de 2017, a secretária da Força Aérea dos Estados Unidos, Heather Wilson, afirmou que os EUA consideram o espaço como um futuro palco de operações militares. Sendo assim, caso não tenha como impedir a corrida armamentista, é melhor se preparar para ela. É isso que a China está fazendo", ressaltou Vasily Kashin.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала