Posição sobre a Síria mostra que EUA não sabem negociar, diz Lavrov

© REUTERS / Sergei KarpukhinO secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, ajusta seus óculos durante uma entrevista coletiva com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, depois de suas conversas em Moscou
O secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, ajusta seus óculos durante uma entrevista coletiva com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, depois de suas conversas em Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A intenção dos EUA de permanecerem na Síria após a derrota do grupo terrorista Daesh é mais uma manifestação de sua incapacidade de negociar, segundo afirmou o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

"No entanto, o diálogo com o lado dos EUA é bastante pragmático. Ainda estamos tentando argumentar com eles que suas promessas de estarem na Síria apenas para lutar contra o Daesh devem ser mantidas" disse Lavrov à agência de notícias Euronews.

Soldado norte-americano no veículo blindado em 29 de abril de 2017 em Darbasiyah, Síria - Sputnik Brasil
Chanceler russo: EUA pretendem instalar para sempre suas Forças Armadas na Síria
O ministro ainda revelou o tero das conversas realizadas com Rex Tillerson a esse respeito. Segundo aponra Lavrov, os EUA mudaram sua promessa a respeito de deixar a Síria após a derrota do Daesh.

"Apesar do que o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, me disse, eles dizem que permanecerão na Síria não até que o último membro tenha sido morto ou expulso, mas também até que um processo político estável seja estabelecido, até que ele termine com uma transição política, um eufemismo de mudança de regime, cujos resultados irão satisfazer os Estados Unidos. Esta é outra manifestação de sua incapacidade de negociar", concluiu o Sergei Lavrov.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала