'Imunidade ao vírus nazista caiu em alguns países', diz chanceler russo

© Sputnik / Kirill Kallinikov / Abrir o banco de imagensMinistro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov
Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou nesta quinta-feira que "caiu a imunidade" ao vírus nazista em alguns países, em particular na Ucrânia. A declaração foi no contexto de uma cerimônia comemorativa dedicada ao 75º aniversário da derrota das tropas nazistas na Batalha de Stalingrado.

Apreensão de armas encontradas com membros do grupo extremista alemão Reichsbuerger - Sputnik Brasil
Nazismo: grupo alemão de extrema direita cresce, fala no 'Dia X' e preocupa Berlim
"Infelizmente, o sistema imunológico do vírus nazista em alguns países está significativamente enfraquecido, hoje somos testemunhas de tentativas sem escrúpulos de falsificar a história e desacreditar libertadores, inventar maneiras de encobrir os nazistas. Profundamente preocupante é a situação na Ucrânia, onde neonazistas e radicais se ergueram", disse Lavrov.

Segundo ele, a principal conclusão dos acontecimentos da guerra deve ser a realização da necessidade de "fazer tudo para evitar a repetição de tais tragédias".

"Não temos o direito de esquecer quais consequências desastrosas podem levar ao desejo de alcançar a dominação mundial com base na convicção de sua exclusividade", disse Lavrov.

O chanceler russo ainda ressaltou que "o destino do mundo não pode ser determinado por um Estado ou um grupo estreito de eleitos, a segurança deve ser igual e indivisível para todos os participantes da comunidade internacional".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала