Moscou possui provas que combatentes da Frente al-Nusra recebem ajuda do exterior

© AFP 2022 / Guillaume BriquetБоевики исламистской террористической организации "Джебхат ан-Нусра"
Боевики исламистской террористической организации Джебхат ан-Нусра - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Moscou possui provas que os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) recebem ajuda do exterior, declarou o chanceler da Rússia, Sergei Lavrov.

Chefe do Estado-Maior General russo, general Valery Gerasimov - Sputnik Brasil
Estado-Maior russo: EUA não querem destruir o Daesh na Síria
Durante encontro com o líder do grupo oposicionista Amanhã da Síria, Ahmad Djerba, o chanceler russo afirmou que o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) já sofreu golpe decisivo, que levou ao término da luta principal.

"Estamos observando mudanças positivas na Síria. O Daesh sofreu um golpe decisivo. Mesmo que alguns combatentes tenham fugido dos campos de batalha para se reagrupar na Síria ou fugir para o exterior, é evidente que a luta principal já acabou", afirmou Sergei Lavrov.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia afirmou que a principal tarefa antiterrorista na Síria é a derrota da Frente al-Nusra, que, segundo dados de Moscou, recebe ajuda do exterior.

"No momento, a principal tarefa antiterrorista é a derrota da Frente al-Nusra", frisou o chanceler russo.

Militares russos na base aérea em Hmeymim, na Síria - Sputnik Brasil
Especialista militar revela a que se destinam bases russas na Síria
Lavrov assinalou que o exército sírio e seus aliados, apoiados pela Rússia, "estão fazendo com que os combatentes recuem".

"Eles [terroristas da Frente al-Nusra] ainda estão resistindo, inclusive, segundo nossos dados, devido ao apoio do exterior. Contudo, nosso presidente advertiu que caso a atividade terrorista volte a ter lugar, a Força Aeroespacial russa vai apoiar o exército sírio ativamente. Com este objetivo, foi tomada a decisão, que tem como base o acordo com Damasco, sobre as bases russas na Síria em Tartus e Hmeymim."

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала